Ao contrário da Brasil Game Show do ano passado, o espaço dedicado aos jogos brasileiros está imenso este ano. A área reúne talentos de diversas regiões do Brasil, como Manaus, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo, e conta com games para todos os gostos. 

Brasil Game Show muda de lugar e data para 2016 e promete novidades

Em uma visita à área de títulos independentes, o TechTudo conheceu as principais promessas do cenário brasileiro, que tem desde jogos para plataformas móveis até games com gráficos incríveis para Xbox One, PlayStation 4 e PC.  

Jogo de botão virtual fez sucesso na BGS 2015 (Foto: Victor Teixeira / TechTudo)

Pipa Combate

Pipa Combate, um dos jogos mais baixados dos últimos tempos, com mais de 12 milhões de downloads na Google Play Store e App Store, foi uma das grandes atrações entre os estandes nacionais. 

Desenvolvido pela Maiworm, de Petrópolis, no Rio de Janeiro, Pipa Combate é um simulador de disputas aéreas entre as famosas arraias voadoras. Segundo Rafael Mayworm, “a ideia sempre foi tentar traduzir uma experiência real de cortar pipas para o celular˜. 

Pipa Combate (Foto: Reprodução/Anna Kellen Bull)

Embora a proposta seja promissora, o sucesso foi repentino: "Assim que o protótipo do game foi disponibilizado nas lojas virtuais, o número de downloads ultrapassou 2 milhões em apenas um mês. Foi uma surpresa, pois não tínhamos a intenção de monetizar o aplicativo”, conta o desenvolvedor. 

Super Button Soccer

Não foram só as pipas que chamaram a atenção do público na BGS 2015. Entre as dezenas de estandes lotados, havia uma tela com o jogo de futebol de botão virtual da Smyowl, intitulado de Super Button Soccer. O conceito por trás do título de PC é oferecer disputas acirradas de botão no joystick.

Super Button Soccer (Foto: Divulgação)

O primeiro jogo de futebol de botão da desenvolvedora paulistana de Sorocaba foi criado em 2012. Depois de pouco mais de três anos, Rafael Prado e sua equipe resolveram projetar uma versão modernizada do mesmo game, prevista para chegar em meados de 2016 para PC e, possivelmente, aos consoles de nova geração. As inscrições para o beta já estão abertas no site oficial da empresa. 

“O nosso desejo é transformar o Super Button Soccer em um esporte eletrônico, com ligas mensais e ranqueadas, algo bastante competitivo”, disse Prado, um dos principais responsáveis pelo projeto. 

Aerea Scattered Lands

Desenvolvido pelo experiente estúdio Odin, Aerea Scattered Lands foi o game que apresentou os gráficos mais bonitos na área de indies. Com qualidade visual de “AAA”, Aerea tem jogabilidade parecida com Diablo, porém conta com heróis que utilizam instrumentos musicais como armas. 

... Victor Teixeira / TechTudo)" height="521" width="695" title="BGS 2015 PC (Foto: Victor Teixeira / TechTudo)">Aerea Scattered Lands (Foto: Victor Teixeira / TechTudo)

No caso da classe guerreiro, por exemplo, o personagem usa um violoncelo como escudo para se defender das criaturas musicais que habitam o fantasioso mundo das três ilhas. As habilidades especiais também são inspiradas em instrumentos, assim como chefões e inimigos. Scattered Lands será lançado para PC, PlayStation 4 e PS Vita no primeiro semestre de 2016 e promete ser um dos representantes nacionais mais expressivos do cenário brasileiro.

Lumen

Lumen é um projeto ambicioso do gênero plataforma, que segue os mesmos moldes do clássico Limbo. O tom misterioso e sombrio do game, aliado à paleta de cores mais escuras, são as marcas registradas da empresa baiana Requiem. Para desenvolver um projeto artisticamente impecável, o estúdio buscou influências em cultuados títulos de menor expressão, como Child of Light, Ori and the Blind Forest e o próprio Limbo. 

Lumen (Foto: Dibulgação)

O diretor executivo do estúdio, Alessandro Nascimento, precisou vender seu veículo de estimação para conseguir dar continuidade ao desenvolvimento do jogo e, consequentemente, montar uma área de exposição na BGS. “Foi difícil vender um dos meus xodós para investir no projeto, o carro tinha até apelido: máquina do mal”, disse o executivo. Felizmente, o sonho do desenvolvedor de disponibilizar um grande projeto na BGS foi concretizado. 

Guerreiros Folclóricos

 É difícil percorrer os estandes brasileiros sem parar para apreciar o visual de Guerreiros Folclóricos, o mais novo projeto do estúdio Unique Entretenimento Digital, de Salvador, na Bahia. O título abusa do poder da Unreal Engine 4 para entregar uma experiência tridimensional de cair o queixo, com modelagens caprichadas de ambientes e personagens. 

Nitidamente inspirado pela jogabilidade hack and slash de God of War, Guerreiros Folclóricos traz batalhas frenéticas contra dezenas de criaturas do folclore brasileiro e monstros, como o boto, curupira e saci. Ainda sem previsão de lançamento, o projeto deve chegar primeiro ao PC.

O Brasil finalmente está bem representado nos games

Além dos nomes citados na lista, a área de jogos brasileiros da BGS 2015 também abrigou outros games ambiciosos, como Infância Livre, que aborda a erradicação do trabalho escravo de forma bastante interativa, Neon Hero Defense, o mais novo tower defense da produtora amazonense Tree of Dreams, Shiny, o ambicioso jogo de plataforma 2.5 D do experiente estúdio paulistano Garage 227, e Tiny Little Bastards, da Overlord Game Studio, que utiliza uma engine própria para proporcionar uma experiência baseada na fórmula metroidvania.

Ao que tudo indica, uma enxurrada de indies de qualidade deve invadir os consoles e PC muito em breve. 

O que achou da retrocompatibilidade do Xbox One com 360? Comente no Fórum!



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.