Antes de tudo, uma informação aos que estranharem encontrar nesta coluna tantas menções a pesquisas médicas: pesquisas científicas são pesquisas científicas não importa que campo do conhecimento humano elas abordem. Portanto o que é dito adiante vale para qualquer tipo de pesquisa técnica ou científica, médica ou não. A diferença essencial e, evidentemente, importantíssima, consiste no fato de que esconder resultados negativos de pesquisas médicas pode implicar – e, como se verá no texto, efetivamente implicou – perdas de vidas humanas, enquanto fazer o mesmo com resultados de pesquisas na área tecnológica provavelmente não implicará tais riscos. 
Veja todas as colunas do B. Piropo
Mas certamente implicará atrasos na evolução de tecnologias, desperdício de valiosos recursos no campo das pesquisas científicas pela eventual repetição por outros pesquisadores das mesmas pesquisas que levarão a resultados igualmente negativos (e que provavelmente também não serão publicados) e perda de tempo, trabalho e dedicação de pesquisadores que poderiam estar buscando caminhos diferentes. Portanto o assunto cabe perfeitamente em uma coluna dedicada à tecnologia, como esta. Isto posto, vamos ao que interessa. Você conhece o guaraná. Não me refiro ao refrigerante (que, por sinal, contém muito pouco guaraná) mas ao fruto, Paulinia cupana, cujo extrato está sendo consumido cada vez mais em todo o mundo por ser considerada uma substância estimulante, com efeitos positivos sobre o comportamento, bem estar e capacidade de apr...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.