O Google garante que o Chrome OS não vai ser descontinuado ou absorvido pelo Android. Em um post no blog oficial feito pelo vice-presidente sênior de Android, Chrome OS e Chromecast, Hiroshi Lockheimer, a gigante das buscas negou a suposta fusão noticiada pelo Wall Street Journal, lembrando da forte presença do sistema em escolas e empresas.

Spotify revela qual é a música ideal para usar como despertador

O executivo aproveitou para anunciar mudanças que estão por vir, como o redesenho completo do visual com base os princípios do Material Design, presente hoje no Android.

Logotipo do Chromebook chama atenção para o seu sistema operacional (Foto: Andréa Lagareiro/TechTudo)

Segundo o Google, não há motivos para abandonar o Chrome OS, apontando melhorias recentes que provam a dedicação da empresa em continuar oferecendo o sistema como ele é, sem qualquer integração com o Android. A companhia usou como exemplo o lançamento recente do Dell Chromebook 13, voltado para clientes empresariais, assim como o Chromebook Pixel e o Asus Flip, em uma clara menção a parceiros comerciais que ficariam abalados com uma possível descontinuação do sistema.

A companhia também citou o Asus Chromebit (dongle), dispositivo pequeno equipado com Google Chrome que pode transformar monitores antigos em computadores mais seguros e com software atualizado por até cinco anos.Vale lembrar, porém, que o Android já está presente há tempos em formatos do tipo, igualmente baratos.

A dona do Android não nega que é sua intenção levar recursos do robô verde para o Chrome OS, mas sem deixar de lado a ideia de um sistema leve e baseado na nuvem. Prova disso seriam iniciativas como o Google Chrome ARC Welder, extensão que adapta apps de smartphones para rodar no Chrome e até no PC. Isso sem falar no visual, que vai receber uma mudança geral baseada no Material Design presente desde o Android 5.

Seja mea culpa com parceiros o

... u não – o post fala também em quem faz apps para o sistema, como Netflix e Starbucks –, uma possível união entre os dois sistemas não deve mesmo ocorrer, ao menos não em curto ou médio prazo, como a fonte do Wall Street Journal deu a entender.

O Google não poderia ser mais enfático no post chamado "O Chrome OS está aqui para ficar", negando o rumor do início ao fim. “Não há nenhum plano para encerrar o Chrome OS”, disse em comunicado.

Via Google

O Samsung Chromebook pode fazer sucesso no Brasil? Comente no Fórum do TechTudo.



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.