Você já deve ter ouvido falar na tecnologia de pontos quânticos relacionada a televisores. O uso do termo “quântico” pode assustar, mas não se preocupe: não há grandes mistérios por trás do funcionamento dessa solução que visa permitir que telas de LED tenham melhor qualidade de cor e reproduzam cores escuras comparáveis às telas OLED e plasma. TV LED 4K da Sony ‘mais fina do mundo’ chega ao Brasil, veja o preço Numa explicação bem resumida, pontos quânticos (ou “quantum dots”, do inglês) são cristais minúsculos usados por fabricantes de telas LED para absorver determinadas frequências de luz (o que corresponde a cores) e emitir outras frequências, conforme a necessidade.
Imagem mostra os cristais chamados de pontos quânticos. Observe como as cores emitidas são intensas e vivas. No caso de TVs, apenas os vermelhos e verdes são usados (Foto: Divulgação/Quantum Materials)
Essa tecnologia pode ser aplicada com facilidade em TVs de LED de qualquer resolução e formato (do 4K à tela curva), podendo levar a tecnologia LCD/LED, que parecia ultrapassada, a competir com as cobiçadas telas OLED. Pontos quânticos são uma sobrevida das TVs LED Atualmente, a melhor tela usada num televisor tende a ser OLED: o padrão que supõe que cada pixel que compõe o display é capaz de controlar sozinho sua iluminação, dispensando uma fonte de luz externa, que ilumine cada um dos diodos emissores de luz (“ligth emiting diodes”, do inglês de onde vem a sigla LED). O problema do uso do OLED está em seus custos e em algumas dificuldades técnicas ainda presentes nos processos de manufatura em massa de telas de grandes dimensões. Os pontos quânticos (ou “QDs”, como são chamados pelos fabricantes de televisores), aplicados à tecnologia anterior das TVs LCD/LED dá a elas mais qualidade e algum fôlego para competir contra o padrão OLED. Como funcionam as TVs de LED? As telas usadas nesses televisores podem ser desmembradas em três camadas: a mais distante dos seus olhos é a luz de fundo, que ilumina dos diodos emissores. No meio, uma rede dos tais diodos, cada um deles representando um pixel formado por pontos nas cores azul, vermelha e verde e o cristal líquido em si, o LCD, que bloqueia a passagem de luz para que as imagens e cores sejam formadas. Por exemplo: suponha que uma TV de LED com resolução Full HD precise emitir uma imagem carregada pelo usuário que consiste em um pano de fundo de 1920 x 1080 pixels totalmente amarelo.
Já existem alguns televisores com pontos quânticos no me...


>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.