Os iPhone 6 e 6 Plus chegaram no Brasil com um preço assustador, fazendo com que muitos usuários optassem por comprar os aparelhos no exterior. Entretanto, a importação de um smartphone como o da Apple requer muito cuidado por causa de possíveis incompatibilidades técnicas e problemas com garantia. Sendo assim, vale a pena comprar os aparelhos com iOS em outros países? Confira a análise do TechTudo.

AirScanner: saiba como ver a câmera do iPhone na tela do computador

Comparação de tamanho entre iPhone 6 iPhone 6 Plus (Foto: Lucas Mendes/TechTudo)iPhone 6 e 6 Plus podem ser comprados no exterior, mas exigem cuidados (Foto: Lucas Mendes/TechTudo)

- A garantia cobre um produto comprado no exterior?

Esse é um assunto um pouco controverso. Teoricamente, a Apple não estende a sua garantia global a modelos que não são comercializados no Brasil. Sendo assim, um iPhone 6 que seja diferente da versão A1549 e um 6 Plus que não seja o 1522 podem ter a garantia negada pela companhia por aqui. Entretanto, uma decisão judicial de abril deste ano tem obrigado a fabricante a fornecer assistência até mesmo para aparelhos que não se encaixem nessa regra.

iPhone-6-review1 (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)iPhone 6 deve ser do mesmo modelo vendido no Brasil para que garantia da Apple valha (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)

De qualquer forma, o melhor a se fazer é comprar seu novo iPhone em um país onde o modelo seja o mesmo comercializado no Brasil, evitando assim dores de cabeça. Felizmente, a Apple decidiu comercializar por aqui a mesma versão utilizada por grandes operadoras nos Estados Unidos, Chile, Canadá, México, Peru, entre outros. Entretanto, os telefones vendidos na Europa e em algumas operadoras norte-americanas possuem outra numeração.

- O aparelho vem bloqueado?

Comprar um aparelho bloqueado por uma operadora estrangeira pode gerar uma grande dor de cabeça no retorno ao Brasil. Por isso, procure comprar apenas os aparelhos diretamente com a Apple, seja nas lojas físicas ou online da marca. Além disso, certifique-se também que este não tem nenhum vínculo com alguma empresa de telefonia do exterior, incluindo contrato de serviço ou outro tipo de restrição.

iPhone-6-destaque (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)iPhone 6 deve ser comprado sem vínculos de operadoras ou bloqueio (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)

Um erro comum cometidos por brasileiros é ser atraído pela promessa de iPhones a preços muito baratos, começando em US$ 199 (cerca de R$ 530). Esses valores mais baixos, na verdade, incluem um contrato de dois anos com as operadoras locais e preveem multas em caso de rescisão. O preço do aparelho desbloqueado começam em US$ 649 (cerca de R$ 1720) para o iPhone 6 e US$ 749 (R$ 1990) para o 6 Plus.

- Quais modelos são compatíveis com a rede brasileira?

O iPhone 6 e o iPhone 6 Plus são os primeiros aparelhos da Apple em que todos os modelos são compatíveis com a rede 4G de banda 7 (2600 Mhz). Ou seja, não importa onde você comprar o seu aparelho da Apple, ele será capaz de se conectar à internet brasileira de alta velocidade, desde que utilizem a tecnologia GSM. Entretanto, é muito importante considerar apenas os modelos que são comercializados no Brasil por conta da garantia.

- Todas as operadoras americanas são compa

... tíveis com o Brasil?

Nos Estados Unidos, as operadoras podem utilizar duas redes diferentes de telefonia: a GSM e a CDMA. Ambas tem grande cobertura lá fora, mas brasileiros podem cometer um grande erro ao trazer seus aparelhos para o Brasil. Desde 2012, o Brasil utiliza apenas a tecnologia GSM e qualquer aparelho comprado no mundo fora desse padrão não poderá ser ativado por operadoras brasileiras.

IPhone 6 e iPhone 6 plus estão em falta nas prateleiras das Apple Stores nos EUA (Foto: Anna Kellen/Techtudo)iPhone 6 e 6 Plus comprados nos Estados Unidos devem utilizar a tecnologia GSM e não a CDMA (Foto: Anna Kellen/Techtudo)

Ao comprar seu iPhone nos Estados Unidos, fuja das operadoras Sprint e Verizon. Ambas utilizam apenas o padrão CDMA, que foi abandonado pela Vivo, a única operadora a utilizar a tecnologia, em 2012. Essa rede não utiliza o mesmo sinal adotado aqui no Brasil e também não faz uso dos chips SIM adotados pelas operadoras daqui. Portanto, não poderão ser ativados no país

- As operadoras europeias são compatíveis?

A recomendação para as operadoras europeias é a mesma feita para as norte-americanas. Procure saber cuidadosamente qual a tecnologia utilizada pela empresa e compre apenas os aparelhos que sejam GSM, ou seja, utilizem o chip SIM para ativação. Entretanto, cabe destacar ainda que nenhuma companhia do continente comercializa o modelo vendido no Brasil, o que pode gerar problemas de garantias.

O que acharam do novo iOS 8? Comente no Fórum do TechTudo.



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.