Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Impressões digitais podem não ser mais tão seguras quanto antes. Apesar de serem usadas em diversos sistemas de segurança digital, como no iPhone 6 e Samsung Galaxy S5, elas podem oferecer riscos. Isto porque, pela primeira vez, um hacker europeu conseguiu copiar à distância as digitais da ministra da defesa da Alemanha, Ursula von der Leyen, com a ajuda de uma câmera fotográfica. Entenda o caso.

CCleaner agora ‘dedura' arquivos grandes e ocupando espaço no PC

Hacker demonstra como conseguiu obter digitais de ministra só com uma foto (Foto: divulgação)Como hackers conseguiram roubar impressões digitais só com uma câmera (Foto: Divulgação/ YouTube)

Jan Krissler, membro do mais antigo coletivo de hackers da Europa, o Chaos Computer Club, anunciou seu feito no último sábado (27) durante uma conferência (veja o vídeo). Segundo ele, já existe uma forma de aproveitar fotos em alta resolução para descobrir as digitais de alguém, basta submetê-las a um software de computador responsável por decodificar as imagens.

Fotos das mãos da política alemã foram obtidas enquanto a ministra fazia uma apresentação pública em outubro. Através destas imagens o hacker usou o software comercial VeriFinger – vendido para empresas no mundo todo para cadastrar digitais, como em portarias, por exemplo – e seu programa próprio de decodificação imagens.

Aproveite a viagem: como ficar invisível no Facebook pelo celular? Confira no Fórum do TechTudo.

Essa foi a primeira vez que descobriram as impressões digitais de uma pessoa somente através do uso de fotos, o que abre precedente para que este recurso deixe de ser usado como senhas em breve. “Depois disso, os políticos vão provavelmente ter que usar luvas quando falarem em público”, disse o hacker autor da façanha.

Ainda segundo Jan Krissler, a ideia por trás da descoberta está em alertar empresas e indivíduos de que as impressões digitais são, na verdade, um meio muito arriscado para ser usado como autenticação. Com essas informações, criminosos podem criar dedos falsos com látex e passar a ter acesso livre a qualquer trava biométrica utilizada pela vítima.

“É estúpido usar algo que você não pode mudar e que você deixa em todos os lugares todos os dias como um token de segurança”, afirmou Krissler.

Via Cnet

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.