A NVIDIA divulgou oficialmente novos detalhes sobre a arquitetura Pascal, a ser empregada em suas futuras placas de vídeo. Entre as confirmações, sabe-se agora que as placas serão desenvolvidas para tirarem proveito das memórias HBM2, suportando até 16 GB de RAM em uma única placa. Outro número relevante é a largura de banda entre GPU e memórias de até 1 TB/s (terabyte por segundo), dobrando as capacidades da linha Fury da AMD. Saiba como funcionam as memórias RAM tipo HBM, que serão usadas nas placas Pascal Todos os números da nova arquitetura de 16 nanômetros da Nvidia são impressionantes, mas gamers que estão de olho em upgrades substanciais para o próximo ano devem conter o entusiasmo porque ainda não há jogos que tirem proveito de todo o poderio prometido pela nova tecnologia.
Nvidia segue os passos da AMD e começa a usar memórias HBM2 em 2016 (Foto: Divulgação/Nvidia)
Além disso, como AMD e Nvidia deverão continuar usando as memórias GDDR5 em placas intermediárias e de entrada, desenvolvedores não terão muita margem de manobra para lançar games que exijam as altas velocidades e capacidades das memórias HBM2 por algum tempo. As novas informações foram divulgadas em caráter oficial pela Nvidia em uma conferência para desenvolv...


>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.