O Super Nintendo marcou época e foi um console bem sucedido em todo o mundo, vendendo 49 milhões de unidades. No Brasil, o console de 16 bits da Nintendo também conquistou o grande público, especialmente graças à sua superioridade técnica ao Mega Drive, seu grande rival. Os jogos também marcaram gerações, como Super Mario World, Donkey Kong, Mario Kart, International Super Star Soccer, Top Gear, Chrono Trigger e muitos outros. Super Nintendo: confira os games com os melhores gráficos do console Abaixo, vamos mergulhar na história do Super Nintendo para conhecer algumas curiosidades sobre o video-game, bem como fatos obscuros de sua trajetória de sucesso.
Nintendo vendeu 49 milhões de Super Nintendo em todo o mundo. (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)
1 – Design para evitar acidentes com líquidos O Super Nintendo foi projetado para dificultar acidentes que envolvem o derramamento de líquidos no console. Seu antecessor, o NES, conhecido como Nintendinho, tinha um desenho mais quadrado e um topo plano. Unidades quebradas por bebidas derrubadas fizeram a Nintendo considerar um desenho impedindo que copos fossem colocados no console. Por isso, o Super Nintendo tem slot vertical para cartuchos e uma superfície cheia de ângulos. 2 – Super Nintendo online! O Super Nintendo tinha um acessório que permitia conexão com a Internet via dial-up para que jogadores disputassem partidas de alguns jogos com adversários do mundo todo.
Batizado de XBand, o acessório consistia em um modem que intermediava a conexão e era exigido o pagamento de uma mensalidade para usar o serviço.
XBand permitia partidas online em jogos como NBA Jam. (Foto: Reprodução/NintendoAge)
Contudo, as limitações tecnológicas da infraestrutura de rede da época e do próprio hardware do Super Nintendo sempre foram um obstáculo para que o serviço se popularizasse e funcionasse corretamente. 3 – Demorou, mas chegou Nos anos 1990, o lançamento de qualquer produto de tecnologia demorava para chegar ao Brasil. E o Super Nintendo só chegou no Brasil em 30 de agosto de 1993, três anos depois da chegada do produto ao consumidor japonês. Esse atraso causou uma situação curiosa em que o console da Nintendo acabaria concorrendo com o PlayStation, lançado mundialmente em 1994, mas já bastante difundido no Brasil em 1995. Como jogos para o SNES ainda seriam lançados ao longo da década, o console continuou viável por muito tempo no Brasil, mesmo depois de ter sido aposentado no exterior. 4 – 13 anos de fabricação Todo mundo se impre...


>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.