O Galaxy Note 4 é um celular com tela grande especificações impressionantes mesmo um ano depois do lançamento. O smartphone é comparável até com os top de linha atuais, como o LG G4, que chegou ao Brasil em maio de 2015. Os aparelhos se assemelham pelo tamanho e qualidade da tela, além de câmeras potentes - frontal e traseira.

Galaxy Note 4 ou Galaxy Note 5: qual celular 'gigante' da Samsung comprar?

O preço do foblet da Samsung perde pontos pelo preço, mais alto do que o cobrado pela versão dual chip do LG G4. Será que o valor a mais é justificável? Veja como os aparelhos se saem no comparativo de fichas técnicas e descubra qual deve oferecer o melhor custo-benefício antes de comprar.

LG G4 vs Galaxy Note 4 (Foto: Arte/TechTudo)

Desempenho: Empate 

A versão brasileira do Note 4 é equipada com um potente processador de oito núcleos fabricado pela própria Samsung, o Exynos 5433. Com 3 GB de RAM, 32 GB internos e entrada para cartão de até 128 GB, o aparelho tem recursos suficientes para rodar qualquer aplicativo da Play Store, além de operar suas próprias funções.

Galaxy Note 4 tem processador de oito núcleos (Foto: Lucas Mendes/TechTudo)

O LG G4 não fica atrás. Mais recente, ele traz uma geração mais nova de chips da Qualcomm, o hexa-core Snapdragon 808, além da mesma memória RAM, armazenamento e suporte a cartões micro SD do Note 4. Pode haver diferenças mínimas entre os dois celulares, que aparecem principalmente em testes no Antutu, mas nada que signifique melhor ou pior desempenho no dia a dia.

Design: LG G4 

O Galaxy Note 4 conta com o velho design da Samsung, antes da reformulação que começou com o Galaxy S6. Feito quase todo de plástico, tem acabamento em metal e um corpo com medidas grandes, 153,5 mm de altura, 78,6 mm de largura e 8,5 mm de espessura, e é vendido em preto ou branco – nada de dourado, como no Galaxy S6.

LG G4 tem design elegante (Foto: Luciana Maline/TechTudo)

O G4 tampouco é pequeno, mas consegue ser mais compacto do que o modelo da Samsung, principalmente na altura e largura, menores em 5 mm e 2 mm, respetivamente. Seu maior diferencial, porém, está no material, que traz cerâmica ou couro, dependendo da escolha do usuário. Embora o visual possa desagradar a quem não gosta das teclas traseiras do G4, ele traz o design mais sofisticado.

Bateria: Note 4

... ong>

Os celulares são excelentes na qualidade da tela, mas suas baterias não saem do mediano, mesmo trazendo capacidade considerável: 2.900 mAh no G4 e 3.220 mAh no Note 4. Eles trazem recursos de software capazes de otimizar o consumo ao longo do dia, mas não costumam durar mais do que 24 horas longe da tomada.

O foblet da Samsung, porém, sai na frente por vir equipado com um carregador rápido, que recupera a bateria em menos tempo. O G4 até poderia usar um recurso similar, graças ao suporte do chip ao carregamento rápido da Qualcomm, mas a LG não manda um carregador compatível na caixa. Ponto para a Samsung, que fez o trabalho completo.

Tela: Empate 

Galaxy Note 4 tem tela AMOLED e exibe cores vivas (Foto: Lucas Mendes/TechTudo)

Tamanho e qualidade do display não é problema para os dois. O Note 4 traz uma tela AMOLED, com cores vivas e tons escuros realísticos, com resolução Quad HD e 5,7 polegadas. Já a LG optou, como em modelos anteriores, por equipar seu top com um painel IPS, que costuma trazer brilho apurado, além de resolução também Quad HD em 5,5 polegadas de tamanho.

Câmera: LG G4 

O Note 4 tira ótimas fotos e grava vídeo com estabilização óptica de imagem, mas a câmera do G4 está entre as melhores do mercado. Em alguns testes, ela é até considerada como melhor do que a presente no iPhone 6S, por exemplo. Isso quer dizer que, embora tanto o LG G4 quanto o Galaxy Note 4 façam fotos de 16 megapixels e gravem videos em 4K, a qualidade final das fotos registradas pelo celular da LG deverá ser superior.

LG G4 tem câmera frontal de 8 megapixels (Foto: Luciana Maline/TechTudo)

O G4 também ganha na câmera frontal, que é de 8 megapixels, entregando alta qualidade para selfies. O sensor frontal do Note 4 é de apenas 3,7 megapixels.

Software: Galaxy Note 4 

A linha Note se destaca pela presença da S Pen, que permite fazer anotações na tela, mas ela é inútil sem os recursos de software empregados, como o S Note. O smartphone ainda vem com diversos recursos famosos em toda a linha Galaxy, como o modo multijanela.

Capturando a tela do Galaxy Note 4 com o recurso Clipe de Imagem da S Pen (Foto: Lucas Mendes/TechTudo)

O G4 também permite abrir dois apps ao mesmo tempo na tela, mas aceita menos programas e, no fim, acaba sendo menos útil. De resto, ambos oferecem versões profundamente modificadas do Android, mas o Note 4 compensa uma interface inconsistente visualmente oferecendo mais recursos.

Preço e disponibilidade: LG G4 

Apesar de mais novo, o G4, curiosamente, é vendido no mercado brasileiro por um preço mais baixo do que o Note 4. O top da LG custa cerca de R$ 1.700, enquanto é preciso desembolsar R$ 2000, em média, para adquirir um Note 4. A diferença não é muita, mas, como veremos a seguir, pode ser determinante para o vencedor desta disputa.

Conclusão: LG G4 

O LG G4 tem tela de alta resolução, design refinado com couro ou cerâmica, hardware de respeito e talvez a melhor câmera do mercado, e, ainda assim, custa R$ 300 a menos do que o Note 4. No fim, o foblet da Samsung se esforça mas, dificilmente, consegue justificar o investimento mais alto, mesmo considerando sua caneta S Pen e vários recursos de software.

Qual é o melhor smartphone em custo-benefício? Comente no Fórum do TechTudo. 

Um ponto que pesa bastante a favor do G4 é a versão duos, que suporta dois chips. Pagando menos do que pelo Note 4, o comprador do G4 tem a oportunidade de usar mais de uma operadora no celular, algo que pode gerar ainda mais economia.

LG G4 leva a melhor no comparativo contra Galaxy Note 4 (Foto: Arte/TechTudo)

 



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.