Regulamentados e com regras a cumprir, os aplicativos que oferecem transporte em carros particulares estão autorizados a operar na cidade de São Paulo. O que começou com o Uber já há algum tempo, se expandiu para outros apps, inclusive aqueles que começaram trabalhando apenas com táxis tradicionais. A gente experimentou cinco deles esta semana e fez um panorama do serviço na capital paulista.
Todos oferecem categorias diferentes de carros e preços. Em época que ninguém está a fim de gastar muito, a gente escolheu a mais econômica de cada serviço. Já que ele chegou primeiro na cidade, começamos com o Uber. No aplicativo, pouca coisa mudou desde seu lançamento. Uma das últimas mudanças no Uber foi que eles passaram a aceitar também dinheiro para pagamento das corridas. Na versão para Android, ainda não existe a opção de agendar a corrida – por enquanto a função só está disponível para iPhones. O uso é bastante fácil e intuitivo – cá entre nós – porque a gente também já estava bem acostumado com o serviço.
Chamamos um UberX; o que sempre surpreende é a alta disponibilidade de carros. O motorista, um senhor bastante simpático, chegou em menos de três minutos desde que aceitou nossa corrida. Aquela história de água e balinha ficou no passado. O carro, um Toyota Corolla, estava limpo por dentro e por fora, ar condicionado ligado e o som em volume baixo – nada que chamasse nossa atenção ou incomodasse. A viagem curta, de cerca de dois quilômetros e meio de distância, saiu por 9 reais e 45 centavos.

Outro que chegou à cidade já faz quase um ano é o espanhol Cabify. No app, ainda antes de chamar o carro, o mais legal – além da possibilidade de reservar um horário – são as opções para escolher, por exemplo, se você deseja que o motorista abra a porta do carro, se prefere o ar condicionado ligado ou desligado e até dizer qual sua estação de rádio favorita. Detalhes fazem diferença. Pegamos a versão Lite – a mais barata. O Cabify não aceita pagamento em dinheiro. Só cartão de crédito ou via PayPal. Na hora do chamado, a disponibilidade nã...


>>> Veja o artigo completo (Fonte)

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.