E se fosse possível hackear nosso cérebro? É, deixar ele mais potente, mais rápido... Alguém aí disse “ciborgues”?! A ideia mirabolante vem de ninguém menos que Elon Musk, o bilionário por trás da fabricante de veículos elétricos Tesla e da SpaceX, sua empresa de viagens espaciais. Agora essa: a ideia de uma nova forma de interação cérebro-máquina. A proposta do executivo é fazer um upgrade no nosso cérebro para que o ser humano não fique para trás com o rápido avanço da inteligência artificial.
A ideia parece maluca. Mas Elon Musk não brinca em trabalho. Seu principal argumento é que enquanto computadores são capazes de engolir, transferir e processar gigabytes inteiros por segundo – ou até terabytes em alguns casos – nós, seres humanos, somos limitados a formas arcaicas de input e output, como falar, digitar, ler e ouvir. Na comparação, é tudo muito lento e a capacidade de apenas alguns bits por segundo. Segundo ele, ao conectar nossa massa cinzenta com computadores potentes, teremos melhor capacidade de memória e até de interagir de forma mais direta com nossos dispositivos.
Por enquanto está tudo na boc...

>>> Veja o artigo completo (Fonte)

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.