O futebol ainda é um dos esportes mais resistentes ao uso da tecnologia; pelo menos em campo. Pouca coisa foi testada até hoje como, por exemplo, o chip implantado na bola para identificar se foi ou não gol. Fora isso, nada se vê durante um jogo – aliás, essa talvez ainda seja a fórmula que faz com que tanta gente continue se apaixonando pelo esporte.
Mas nos bastidores a história é outra; é tecnologia que não acaba mais e, sim, todo time grande usa e abusa dela – quanto mais, melhor!
Os principais clubes brasileiros e mundiais apostam na tecnologia em diversos setores dentro do clube. Na área física, o principal é prevenir e evitar lesões, adequar a carga de treinamento individualizada para cada atleta e acelerar ao máximo a recuperação muscular para o próximo desafio.

Aqui no Palmeiras, o primeiro contato do atleta com a tecnologia é logo que ele chega ao clube. Diariamente, antes de iniciar o treinamento, cada um passa por uma análise termográfica para identificar possíveis focos de inflamação através da temperatura muscular.
Se, por exemplo, o fisiologista identificar que a panturrilha esquerda está um grau mais quente que a direita, o sistema automaticamente emite um alerta que é passado para toda a equipe de médicos, fisioterapeutas e inclusive comiss&atild...

>>> Veja o artigo completo (Fonte)

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.