Android e iOS agora competem em mais um setor: o das assistentes pessoais. Enquanto os usuários da Apple já estão acostumados com a Siri, quem tem o sistema do Google ganhou recentemente a Google Assistente para ajudar com as tarefas digitais do dia-a-dia. E, como não podia deixar de ser, a gente resolveu comparar as duas assistentes para ver quem ajuda mais.
Para isso, elaboramos uma série de perguntas e pedidos que devem contemplar o que a maioria dos usuários espera de um assistente virtual. Elas vão desde pesquisas por informação, como sobre o clima ou o transporte público, até ordens sobre tarefas a realizar no celular. A ideia era ver se as assistentes realmente eram tão úteis quanto as empresas diziam.
No final, a gente precisou escolher uma vencedora. E, para isso, nosso principal critério foi a precisão das respostas. Na maioria dos casos, a Google Assistente se saiu melhor porque conseguia responder, de maneira rápida e concisa, às perguntas que a gente fez e às ordens que a gente deu.


Mas houve casos em que ela deixou a desejar. Por exemplo: quando perguntamos sobre os principais restaurantes próximos, ela mostrou resultados que estavam há quilômetros da nossa posição. A resposta da Siri não trazia tantas fotos, mas era mais adequada - nesse caso, ponto para ela.
Ficou claro para nós que cada uma das assistentes tem seus pontos fracos e pontos fortes. A Siri é ótima em fazer tudo nos sistemas e aparelhos da Apple. A Goog...


>>> Veja o artigo completo (Fonte)

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.