Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

O Galaxy J5 Pro é uma versão refinada de um dos modelos mais vendidos do Brasil. O aparelho traz acabamento metálico refinado e elegante, além de especificações reforçadas na bateria e câmera. Tudo isso, porém, tem um preço: R$ 1.299, o que pode desagradar consumidores acostumados com valores mais acessíveis na linha J. Quer saber se o modelo da Samsung vale a pena? Confira este review completo do Olhar Digital.

O Galaxy J5 Pro tem um design bastante discreto e com laterais curvas que lembram bastante a pegada de um iPhone. No entanto, o corpo escorregadio do telefone pode facilitar quedas, além de atrair e muito marcas de dedos. Com isso, o uso de capinhas se torna fundamental. Já a tela Super Amoled de 5,2 polegadas traz resolução HD com recursos como ajuste automático de brilho, filtro de luz azul e modo para uso com uma mão. Embora o display tenha boa visualização na maior parte do tempo, é possível que o usuário encontre dificuldade para usar o aparelho sob a luz direta do sol.

Partindo para a câmera, o modelo da Samsung traz um sensor principal com resolução de 13 megapixels, flash LED e gravação de vídeos em Full HD. A qualidade das fotos é aceitável para a faixa de preço do modelo, podendo haver dificuldades em ambientes com alta variação no contraste e com áreas muito iluminadas da imagem. As fotos noturnas apresentam ruídos e exigem um pouco mais de ajustes para obter melhores resultados. Já a câmera de selfies é uma surpresa positiva, com 13 megapixels de resolução e flash LED físico. O Galaxy J5 Pro traz ainda recursos extras como um modo embelezador de rosto, autorretratos panorâmicos e controle por gestos para facilitar a captura das imagens.

Equipado com um processador Exynos 7870 octa-core, 2 GB de RAM e 32 GB de armazenamento interno, o Galaxy J5 Pro consegue oferecer um bom desempenho para o dia a dia. Em nossos testes, o modelo conseguiu executar bem dois apps simultaneamente na tela e rodar jogos como o Asphalt 8 sem dificuldade, embora tenha engasgado bastante no Mortal Kombat 10. Já a bateria de 3000 mAh consegue aguentar tranquilamente um dia longe da tomada, mesmo com o uso constante de aplicativos e jogos mais leves. A Samsung oferece ainda um modo avançado de economia de energia que desliga funções menos importantes do telefone para estender a autonomia por algumas horas. A única ausência nesse quesito é um carregamento mais rápido.

O Galaxy J5 Pro roda o Android 7.0 Nougat com a modificação Samsung Experience 8.1, mais conhecida como TouchWiz. O modelo traz recursos interessantes como leitor de digital, pasta segura para proteger arquivos e aplicativos, ferramenta para jogos e duplicação de aplicativos para quem quer usar uma conta do WhatsApp para cada chip, por exemplo. Além disso, a Samsung incluiu uma central de manutenção do aparelho que permite liberar recursos como memória RAM, armazenamento e bateria com um toque. Mas também há pontos que deixam a desejar, como o excesso de aplicativos instalados de fábrica, a inconsistência de interface entre os menus do aparelho e eventuais bugs e travamentos da interface TouchWiz.

Com melhorias no design e configurações interessantes, o Galaxy J5 Pro tinha tudo para agradar o consumidor brasileiro não fosse o preço sugerido de R$ 1.299. Por esse valor, é possível encontrar modelos mais robustos como alguns celulares da linha Galaxy A 2017, o Moto G5S e G5S Plus. Mas se o telefone da Samsung conquistou o seu coração, o melhor é esperar algumas semanas até que o preço do telefone caia a patamares mais aceitáveis ou ficar de olho em promoções em sites de buscas de descontos. Quer saber mais detalhes sobre o Galaxy J5 Pro? Acesse o review completo no site do Olhar Digital!

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.