Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Horizon: Zero Dawn, jogo que será lançado em 28 de fevereiro de 2017, é um dos games mais aguardados para o PS4 e também um dos mais disputados da BGS 2016, em São Paulo. Durante o evento, a Sony apresentou mais detalhes do jogo para a imprensa, e o TechTudo esteve lá para contar para vocês o que esperar sobre o novo título.

Horizon: Zero Dawn mantém visual e boa jogabilidade na E3 2016

Apresentado pelo produtor Daimion Pinnock, o game teve uma demonstração estendida daquela mostrada durante a E3 2016. Foi possível notar algumas coisas sobre o jogo, como o sistema de crafting, além de momentos com side quests e novos monstros.

Horizon: Zero Dawn coloca o jogador contra monstros gigantes (Foto: Divulgação/Sony)Horizon: Zero Dawn coloca o jogador contra monstros gigantes (Foto: Divulgação/Sony)

Quando anunciado, Horizon Zero Dawn parecia uma mistura de Tomb Raider com The Last of Us, robôs e dinossauros. Hoje, essa comparação não parece mais tão certa, mas é inegável a influência de alguns games nele.

Durante a demonstração, Aloy, a personagem principal do game, está em uma área gelada, visitando uma pequena vila. É possível conversar com os moradores e conseguir pequenas side quests.

Estas side quests devem apresentar uma profundidade maior ao mundo apresentado no jogo já que, de acordo com o produtor, a campanha principal é bem mais linear, enquanto as side quests apresentam escolhas morais que podem alterar a sua conclusão.

Você deve usar toda a sua habilidade para sobreviver em Horizon (Foto: Divulgação/Sony)Você deve usar toda a sua habilidade para sobreviver em Horizon (Foto: Divulgação/Sony)

A demonstração também mostrou melhor o sistema de crafting do game, em que você poderá criar uma variedade de itens baseados em coisas encontradas sua jornada. Pinnock comentou que realizar algumas side quests pode liberar tecnologias e “receitas” novas, o que torna cada escolha dentro do jogo mais relevante.

Algo que não parecia ter sido bem apresentado em trailers anteriores é um foco maior em ameaças humanas no game. Enquanto monstros gigantes parecem chamar bem mais atenção, a demonstração e cenas reveladas mostram que existe mais em Horizon do que podemos esperar.

Uma trama em que Aloy parece ser uma forasteira tentando encontrar o seu lugar no mundo, com a velha história de uma "escolhida", parece ser o foco principal do jogo.

Sobre os cenários de Horizon: Zero Dawn, Pinnock comentou que deveremos encontrar locais como cidades devastadas e tomadas pela natureza, montanhas, florestas e bosques.

Aloy, a personagem principal de Horizon: Zero Dawn (Foto: Divulgação/Sony)Aloy, a personagem principal de Horizon: Zero Dawn (Foto: Divulgação/Sony)

Ele também revelou que existirão criaturas que se adaptam a esses ambientes, o que torna a experiência ainda mais interessante, e ainda será possível encontrar alguns monstros aquáticos.

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

O produtor falou que o jogador terá acesso a praticamente todas as áreas do game assim que começar a campanha, mas que não é aconselhável tentar explorar demais sem primeiro evoluir os equipamentos.

Pinnock disse isso porque algumas áreas mais avançadas terão monstros e outros inimigos muito mais poderosos, algo que tornaria quase impossível avançar sem ser derrotado e humilhado por eles.

Apesar de curta, a demonstração deixou claro o quão grande Horizon: Zero Dawn pode ser, além de apresentar diferentes maneiras de abordar os inimigos, o que torna a experiência cada vez mais especial para o jogador.

Qual console vale a pena comprar: PS4 ou Xbox One? Comente no Fórum do TechTudo.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.