Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

O Google anunciou que não irá mais verificar o conteúdo das mensagens de e-mail dos usuários gratuitos do Gmail como forma de direcionar anúncios publicitários na plataforma. Não há uma data fixa para que a medida seja efetivada, e mesmo para quem ela entre em vigor no curto prazo, as mudanças podem ser difíceis de serem notadas: os usuários do Gmail continuarão vendo anúncios direcionados, a diferença é que o conteúdo dessas propagandas não será mais criado de acordo com o conteúdo dos seus e-mails. A mudança foi comunicada de pelo Google no blog oficial.

Gmail vai parar de conferir seus e-mails na hora de escolher publicidade para você (Foto: Carolina Ochsendorf/TechTudo)Gmail vai parar de conferir seus e-mails na hora de escolher publicidade para você (Foto: Carolina Ochsendorf/TechTudo)

Gmail vai parar de conferir seus e-mails na hora de escolher publicidade para você (Foto: Carolina Ochsendorf/TechTudo)

Atualmente, o Gmail aplica um mecanismo que verifica o assunto das mensagens que você recebe na sua caixa de entrada. Usando os termos das correspondências, o Gmail pode então direcionar anúncios: se você recebeu muitas mensagens sobre uma viagem a determinado lugar, acabará vendo muitos e-mails sobre passagens e hotéis na aba de promoções, por exemplo.

De agora em diante, os anúncios direcionados exibidos dentro do Gmail serão gerados a partir de outros dados, como seus hábitos de busca no Google. Em todo caso, você pode revisar as suas configurações de exibição de anúncios na sua conta para limitar e policiar melhor a maneira como a publicidade chega até você.

O endereço é myaccount.google.com.

A notícia é positiva para quem julga o rastreamento de e-mails do Google uma invasão de privacidade — embora aceita pelos usuários nos termos de uso. O Gmail do G Suite (para empresas) já não é lido pelo robô do Google para personalização de anúncios, e o Google decidiu seguir o exemplo no serviço Gmail de consumo gratuito — esse que todos nós usamos.

"O conteúdo do Gmail não será usado ou escaneado para qualquer personalização de anúncios após essa alteração. Esta decisão alinha os anúncios do Gmail com a forma como personalizamos anúncios para outros produtos do Google. Os anúncios apresentados serão baseados nas configurações dos usuários, que podem alterar essas configurações a qualquer momento, incluindo desativar a personalização de anúncios", informou a gigante de buscas.

Vale notar que os anúncios não vão desaparecer e o Gmail vai continuar gratuito.

Via Google, Macrumors

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.