Um mês depois do lançamento do Windows 10, a Canonical criou uma lista de motivos pelos quais os usuários deveriam repensar se atualizam para o novo sistema operacional da Microsoft ou se experimentam outras alternativas gratuitas e "mais seguras" baseadas em Linux, como o Ubuntu.
Liberte seu PC: veja uma lista com sete distribuições do Linux gratuitas
Se você está interessado em começar a usar Linux, confira a lista e tire suas dúvidas sobre economia, requerimentos e gratuidade. As dicas são do vice-presidente de operações comerciais Jon Melamut.
Ubuntu é mais barato e tão potente quanto o Windows 10, diz Canonical (Foto: Reprodução/Ubuntu.com)
1) É uma alternativa viável
A evolução dos sistemas operacionais permite que os usuários possam escolher outras opções em software livre sem perder em experiência de uso. “Dez anos atrás, estas alternativas eram coisas que as companhias só podiam sonhar. Eles estavam presos em modelos proprietários que os pressionavam e não conseguiam dar todos os serviços necessários”, explica Melamut. 2) Segurança e Economia "O Ubuntu é um software gratuito e não está vulnerável a muitos dos problemas que afetam os sistemas operacionais mais conhecidos. Além disso, ele é capaz de reduzir os custos de manutenção, treinamento de pessoal e pagamento de licenças em até 70%", completa Melamut, sobre vírus e manutenção. 3) Menos requerimentos Apesar de ter sido projetado para poder ser usado em computadores antigos, o Windows 10 possui requerimentos pesados que podem torn...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.