Erros de montagem, incompatibilidade entre componentes e até acumulo de sujeita estão entre problemas comuns, que impedem o correto funcionamento da placa-mãe e, consequentemente, do seu computador. Nesse texto, vamos falar sobre os problemas mais recorrentes relacionados à placa-mãe, formas de diagnosticá-los quando tudo parece estar dando errado sem motivo aparente, e quais são os métodos ideais para corrigi-los.
Como identificar se seu HD é compatível com a placa-mãe do computador
Antes de falar sobre cada problema e suas soluções, é importante dominar dois conceitos: POST: O POST: essa tela, que surge antes do sistema operacional carregar em computadores um pouco mais antigo, e que é oculta em máquinas mais novas, revela a condição do computador, depois do sistema testar a si mesmo em relação ao estado geral da máquina e seus componentes.
Exemplo de tela de erro no POST, avisando sobre configurações inválidas de overclock (Foto: Reprodução/Internet)
No POST, sempre acompanhados de uma sinfonia de bips, são listados erros que impedem a inicialização do sistema operacional. Por exemplo, uma mensagem de “memory error” já aponta seus esforços na direção correta. Outros erros comuns são “no fan”, quando o cooler do processador está com problema, “no bootable device”, quando o computador está sem disco rígido, ou unidade inicializável. BIOS Outro conceito que você precisa ter em mente é a BIOS. Você deve compreendê-la como um sistema operacional rudimentar, encarregado de testar a sua placa-mãe e tudo o que está ligado nela para dar início ao processo que carrega o sistema operacional do seu computador. Você pode acessar a BIOS pressionando as teclas “delete”, na maioria dos casos, ou “F2″ e “F12″, dependendo do fabricante da sua placa-mãe. Pronto. Agora, vamos aos problemas: Curto-circuito Esse problema ocorre, normalmente, quando se estabelece uma ligação física entre a placa-mãe e as estruturas metálicas que a suportam no gabinete. Outra possibilidade são fios desencapados, ou cabos soltos sobre o PCB.
Parafusos de fixação devem prender a placa e oferecer um espaço entre ela e o gabinete para que não haja curto (Foto: Reprodução/LinusTech)
Placas com curto podem não ligar, ou causar travamentos aleatórios durante o uso. Em situações mais extremas, e raras, o curto pode queimar algum componente importante, inutilizando a placa definitivamente.
Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android...


>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.