Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

A Leica, uma das principais marcas da fotografia mundial, anunciou a Leica M-D. A máquina é a segunda câmera digital da empresa sem um visor LCD, retomando a experiência do mundo analógico. O aparelho faz parte de uma linha especial que tem o mesmo design da série M, que começou a ser produzida na década de 1950.

Lente para câmera DSLR promete fotos com aspecto artístico do século 19

A nova câmera tem um sensor full-frame de 24 MP e não traz opção de filmagem. A máquina fotografa apenas em RAW e o ISO é limitado entre 200-6400. Todos os controles são manuais e não há foco automático, o que exige maior concentração na hora de capturar uma imagem. 

Nova Leica M-D dispensa visor e retoma conceito analógico (Foto: Divulgação/Leica)Nova Leica M-D dispensa visor e retoma conceito analógico (Foto: Divulgação/Leica)

A ideia do lançamento da Leica é recriar o modo de fotografia analógica, na qual você não pode capturar várias fotos e conferir erros e acertos imediatamente. Com isso, o produto fica restrito à um público bastante específico, não só na utilização, mas também no preço. O valor sugerido para a câmera é de US$ 6 mil, mais de R$ 20 mil. 

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

Design clássico (Foto: Divulgação/Leica)Leica M-D traz design clássico (Foto: Divulgação/Leica)

A Leica se tornou famosa por ser a câmera de preferência de grandes fotógrafos, como Henri Cartier-Bresson e Sebastião Salgado. Como sonho de consumo de profissionais e amadores, as máquinas oferecem um design clássico e são interessantes também para quem quer ganhar uma experiência extra em fotografia. 

Via Engadget e Popular Photography

Canon ou Nikon, qual a melhor câmera abaixo de R$ 1 mil? Comente no Fórum do TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.