Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Resident Evil sempre foi uma franquia com ciclo de produção complexo, em que muitos protótipos são criados a cada jogo e mesmo títulos já anunciados acabam cancelados. Confira a lista com os jogos cancelados da franquia Resident Evil, desde os mais desconhecidos até os mais recentes, como a versão da Creative Assembly para um possível Resident Evil 7.

The Evil Within, Resident Evil: veja os melhores jogos de terror do PS4

Resident Evil 1.5 (PlayStation)

Logo após o primeiro Resident Evil ter sido lançado, a Capcom começou a trabalhar em uma sequência para o game, mas a cancelou para criar o Resident Evil 2 que conhecemos atualmente. O jogo anterior ficou conhecido como Resident Evil 1.5 e, apesar de algumas semelhanças, é bem diferente do Resident Evil 2 lançado.

A versão cancelada Resident Evil 1.5 tinha muito em comum com o Resident Evil 2 que conhecemos (Foto: Reprodução/YouTube)A versão cancelada Resident Evil 1.5 tinha muito em comum com o Resident Evil 2 que conhecemos (Foto: Reprodução/YouTube)

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

Leon S. Kennedy ainda era um dos protagonistas. No entanto, a personagem inédita Elza Walker, motociclista que havia acabado de chegar em Raccoon City, estava no lugar de Claire Redfield. O game chegou a um estágio bem avançado de desenvolvimento, mas foi cancelado por não estar bom o bastante. Muito material acabou reaproveitado no Resident Evil 2 que conhecemos.

Resident Evil: Dash (Sega Saturno)

Um dos jogos mais obscuros entre os títulos cancelados de Resident Evil, o projeto Dash é considerado uma espécie de Resident Evil 1.25, pois existia mesmo antes da versão 1.5 acima. O título foi mencionado apenas uma vez pelo designer Yoshiki Okamoto e seria exclusivo do Sega Saturno.

Em Resident Evil Dash jogadores revisitariam a mansão de Spencer, agora em ruínas (Foto: Reprodução/Crimson Head)Em Resident Evil Dash jogadores revisitariam a mansão de Spencer, agora em ruínas (Foto: Reprodução/Crimson Head)

A história do jogo se passaria em Raccoon City e teria como principal foco plantas que foram contaminadas por vírus e se tornaram agressivas com os habitantes. As plantas monstruosas foram reaproveitadas em Resident Evil Outbreak File #2, mas o game foi cancelado para não atrasar a produção de Resident Evil 2 na época.

Resident Evil (GameBoy Color)

Quando a Nintendo anunciou o upgrade GameBoy Color de seu clássico portátil GameBoy, a Capcom se interessou em criar uma versão do Resident Evil original no aparelho, um projeto extremamente ambicioso. As primeiras imagens mostravam um bom esforço, se consideradas todas as limitações técnicas.

Resident Evil para o GameBoy Color fazia um grande esforço para reproduzir as cenas do original (Foto: Reprodução/Resident Evil Wiki)Resident Evil para o GameBoy Color fazia um grande esforço para reproduzir as cenas do original (Foto: Reprodução/Resident Evil Wiki)

Essa versão foi desenvolvida pela HotGen e chegou a ser terminada, porém, assim que o game foi enviado para avaliação da Capcom, a empresa decidiu que não o lançaria. Segundo a produtora, a qualidade do game não atenderia ao patamar exigido pelos fãs.

Resident Evil Portable (PSP)

Após Resident Evil Dash, este é o game com menos informações disponíveis. Resident Evil Portable chegou a ser anunciado oficialmente pela Capcom durante a E3 2009 e convidou jogadores a votarem para escolher um protagonista, mas depois desapareceu completamente.

Resident Evil Portable desapareceu sem deixar vestígios (Foto: Reprodução/Rely on Horror)Resident Evil Portable desapareceu sem deixar vestígios (Foto: Reprodução/Rely on Horror)

O jogo não chegou a ser cancelado oficialmente, porém a empresa nunca mais o mencionou. A falta de popularidade do PSP a longo prazo e altas taxas de pirataria podem ter sido motivo do cancelamento. Por um tempo especulou-se que parte do jogo foi reaproveitado para Resident Evil Revelations no Nintendo 3DS, mas não há evidências sobre isso.

Onimusha (PlayStation 2)

Em 1997, o designer Yoshiki Okamoto tentou criar uma versão alternativa de Resident Evil, desta vez no Japão feudal. Os personagens explorariam um castelo cheio de armadilhas e demônios, em vez da uma mansão com mortos-vivos, e espadas seriam usadas no lugar de pistolas. A produção abandonou rapidamente a ideia de ser um Resident Evil alternativo e assim nasceu a famosa série de ação Onimusha.

Onimusha nasceu de um conceito de Resident Evil mas rapidamente virou um jogo próprio (Foto: Reprodução/The Next Level)Onimusha nasceu de um conceito de Resident Evil mas rapidamente virou um jogo próprio (Foto: Reprodução/The Next Level)

Resident Evil 4 Fog / Devil May Cry (GameCube/PS2)

O quarto capítulo da série Resident Evil teve muitas versões antes de se tornar o game que conhecemos, e algumas delas tiveram um destino semelhante ao de Onimusha. Uma das versões iniciais de Resident Evil 4 (ou 3.5) ficou conhecida como “Fog”, devido ao novo vírus que se espalharia pela neblina.

Devil May Cry começou como um game da série Resident Evil mas garantiu seu sucesso por mérito próprio (Foto: Reprodução/Capcom Unity)Devil May Cry começou como um game da série Resident Evil mas garantiu seu sucesso por mérito próprio (Foto: Reprodução/Capcom Unity)

Leon S. Kennedy ainda seria o protagonista do game, mas seu corpo reagiria de maneira diferente e ganharia super poderes ao ser afetado pelo vírus. Como o conceito começou a se afastar muito da série Resident Evil, foi rejeitado pela Capcom. No entanto, esta versão do jogo foi retrabalhada e transformada na série Devil May Cry.

Resident Evil 4 Hook (GameCube)

A segunda versão de Resident Evil 4 é uma das mais conhecidas entre os games cancelados da série. Desenvolvida para GameCube, ela passou a ser chamada de “Hook” por conta de um estranho fantasma que portava um gancho e perseguia o protagonista, novamente Leon S. Kennedy.

Resident Evil 4 em sua versão Hook trazia um misterioso fantasma com um gancho na mão (Foto: Reprodução/Wikipedia)Resident Evil 4 em sua versão "Hook" trazia um misterioso fantasma com um gancho na mão (Foto: Reprodução/Wikipedia)

A jogabilidade do game ainda era bem semelhante aos Resident Evil tradicionais, com ângulos fixos de câmera e corredores apertados. Alguns jogadores reclamaram do fator “sobrenatural” de um fantasma, mas na época a Capcom afirmou que havia uma explicação científica por trás dele. Apesar de bem aceita, esta versão acabou cancelada em favor do Resident Evil 4 lançado posteriormente.

Resident Evil 0 (Nintendo 64)

De todos os games da lista, Resident Evil 0 foi o único que ainda chegou a ser lançado posteriormente com o conteúdo mantido. O game foi inicialmente desenvolvido para o Nintendo 64, mas migrou para o sucessor, GameCube, após o fim do console.

Os gráficos de Resident Evil 0 eram bons para a época, mas se tornaram excepcionais no GameCube (Foto: Reprodução/Unseen 64)Os gráficos de Resident Evil 0 eram bons para a época, mas se tornaram excepcionais no GameCube (Foto: Reprodução/Unseen 64)

Boa parte de Resident Evil 0 já estava pronta no Nintendo 64, porém a transição para o GameCube permitiu que o jogo fosse ainda mais longe do o planejado. Entre as novidades estavam cenários pré-renderizados animados, como o trem em movimento, e efeitos gráficos.

Resident Evil 7 da Creative Assembly (PS4/Xbox One/PC)

A Creative Assembly, mais conhecida como o estúdio que fez o inesperado sucesso Alien: Isolation, aparentemente esteve em contato nos bastidores com a Capcom para produzir Resident Evil 7. A produtora preparou um “pitch”, apresentação da ideia básica do game, mas a Capcom não teria se interessado.

Artes conceituais do rejeitado Resident Evil 7 que seria produzido pela Creative Assembly (Foto: Reprodução/Attack of the Fanboy)Artes conceituais do rejeitado Resident Evil 7 que seria produzido pela Creative Assembly (Foto: Reprodução/Attack of the Fanboy)

Um artista da Creative Assembly chamado Brad Wright, deixou escapar uma série de artes em seu portfólio que revelou vários desses “pitches” recusados, entre eles Resident Evil 7, jogos baseados em Django Livre e Identidade Bourne, projetos para a Marvel e mais. As artes não mostram muito, apenas uma dupla, provavelmente de protagonistas, e uma menina aparentemente infectada em meio a pessoas comuns.

Qual o melhor jogo de terror? Comente no Fórum do TechTudo.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.