Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Pokémon Go é um game que utiliza realidade aumentada, misturando real com virtual, no iPhone (iOS) e Android. Enquanto o download e data de lançamento do jogo não estão disponíveis, você pode conhecer outros títulos que foram lançados com a mesma tecnologia e até mecânicas similares na jogabilidade. Confira os jogos que vieram antes:

Pokémon Go diverte com mecânica simples e bons gráficos; veja teste

Ingress (iPhone, Android)

Este é o exemplo mais famoso da lista. Um jogo de realidade aumentada que simula a disputa de território entre duas facções de “hackers”, que precisam capturar portais pelo mapa, enviar dados, realizar missões. Ele está disponível também para celulares e foi criado pela Niantic Labs, a mesma produtora de Pokémon Go.

Ingress é dos mesmos criadores de Pokémon Go (Foto: Divulgação/Niantic)Ingress é dos mesmos criadores de Pokémon Go (Foto: Divulgação/Niantic)

Não é por acaso que Ingress utiliza os mesmos dados de localização presentes em Pokémon Go, como os locais registrados nas PokéStops. Além disso, o game faz uso da realidade aumentada para mostrar o mapa do mundo real do usuário.

Invizimals (PSP)

Invizimals é o jogo desta lista que mais chega próximo do que é Pokémon Go hoje. Ele foi lançado no PSP e servia para encontrar e capturar monstrinhos virtuais no ambiente real dos jogadores, por meio de uma câmera.

Invizimals (Foto: Divulgação/Sony)Invizimals (Foto: Divulgação/Sony)

O grande problema era que, para jogar Invizimals no PSP, o jogador precisava comprar uma câmera do portátil, que era vendida separadamente e por um preço alto. Por conta disso, a popularidade do jogo não foi tão alta, apesar de ter rendido algumas sequências.

EyePet (PS3)

EyePet foi lançado no PS3 e era totalmente baseado no conceito de realidade aumentada. Porém, nele tínhamos apenas uma criatura para interagir com os jogadores: o próprio EyePet, uma mistura simpática de cachorro com macaco.

EyePet (Foto: Divulgação/Sony)EyePet (Foto: Divulgação/Sony)

O EyePet era acompanhado de um cartão que podia ser lido pela câmera do PS3 para criar objetos no mundo real, dentro da tela da TV. O EyePet interagia com o jogador, brincava, pulava, fazia caras e bocas e tinha muita simpatia na hora de jogar minigames.

Eye of Judgment (PS3)

Mais um jogo lançado em plataforma da Sony e que utilizava a câmera do PS3 de forma inteligente. Eye of Judgment foi um game de cartas com realidade aumentada. Por meio de um tabuleiro e com cartas reais, o jogador podia invocar monstros e magias na tela de forma realista. A imersão era um dos pontos altos das partidas.

Eye of Judgment (Foto: Divulgação/Sony)Eye of Judgment (Foto: Divulgação/Sony)

O sucesso de Eye of Judgment foi bem passageiro, pois era necessário comprar baralhos reais de cartas, expansões, além do game com o tabuleiro, suporte para a câmera e, claro, a própria câmera em si.

Nintendo 3DS

O Nintendo 3DS não é um jogo, e sim um portátil da Nintendo, mas ele tem minigames embutidos de realidade aumentada. Com a câmera do videogame, o jogador pode interagir com figuras virtuais dos personagens da Nintendo, como Samus e Super Mario.

Os AR games do Nintendo 3DS (Foto: Divulgação/Nintendo)Os AR games do Nintendo 3DS (Foto: Divulgação/Nintendo)

Há até mesmo um minigame em que lutamos contra uma criatura que sai da “terra”, criada pela realidade aumentada do aparelho. Tudo isso é feito por meio de cards que acompanham o portátil com efeito 3D.

Geocaching (iPhone, Android)

O Geocaching é quase uma “gincana” do mundo real, com alguns elementos de realidade aumentada. Ele é um app – e ao mesmo tempo um game – que coloca jogadores atrás de recompensas espalhadas pelos mapas de suas cidades.

Geocaching funciona também no Brasil (Foto: Divulgação/Geocaching)Geocaching funciona também no Brasil (Foto: Divulgação/Geocaching)

Com o Geocaching o jogador pode seguir direções e explorar uma praça, por exemplo, para encontrar o “tesouro”, registrar sua passagem por lá e deixar novos itens para que os próximos que cheguem ali interajam. Ele é similar ao Pokémon Go e Ingress no sentido de trazer o mapa do mundo real para dentro do game.

Zombies, Run! (iPhone, Android)

Zumbies, Run! é um jogo que ao mesmo tempo funciona como aplicativo “fitness”, colocando o jogador para correr no mundo real, fugindo de zumbis virtuais. O game não utiliza a câmera dos aparelhos e por isso não usa exatamente a realidade aumentada visual, mas tem imersão completa.

Zombies, Run (Foto: Divulgação/Zombie Link)Zombies, Run (Foto: Divulgação/Zombie Link)

É possível configurar a corrida para ser mais tranquila ou acirrada, ouvir o barulho dos zumbis com fone de ouvido e completar as mais de 200 missões disponíveis no jogo.

Quer baixar Pokémon Go logo? Usuários dão dicas no Fórum do TechTudo


Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.