Há dezenas de vulnerabilidades no Tizen, sistema operacional proprietário da Samsung, baseado em Linux, que opera de Smart TVs a smartphones da sul-coreana. Quem afirma é Amihai Neiderman, pesquisador independente que palestrou no Security Analiyst Summit, evento realizado pela Kaspersky Lab entre os dias 3 e 4 na Ilha de São Martinho (Caribe). O programador israelense não poupou críticas. Para o especialista, o sistema operacional está longe de ser confiável. A Samsung, porém, não confirma as falhas, mas garante que tem fornecido updates periódicos em produtos com Tizen OS.
'Vírus do roteador': o que é, como se instala e quais são os sintomas"Eu encontrei mais de 40 vulnerabilidades diferentes no Tizen. Algumas afetam todas as versões do sistema. Analisei as que afetam smartphones e também Smart TVs”, disse Neiderman. Para o especialista, era preciso analisar o Tizen já que ninguém estava debruçado sobre isso no momento.
Tizen é alvo de críticas no Security Analyst Summit (SAS) de 2017 (Foto: Melissa Cruz / TechTudo)
O Tizen é um sistema operacional de código aberto baseado em Linux e desenvolvido pela Linux Foundation e Samsung em parceria com Intel e Panasonic. O esforço é para tornarem-se menos dependentes do sistema operacional móvel Android, do Google — ao menos em celulares e TVs.
Neiderman afirma ter invadido uma Smart TV da Samsung usando falhas encontradas no aplicativo Tizen Store, uma loja de apps para os televisores — equivalente do Tizen para a iTunes, da Apple, ou a Google Play Store, do Android. O especialista explica que a loja de aplicativos tem privilégios de operação como instalar outros apps. Exploradas as falhas nesta aplicação, é possível usar esses privilégios para introduzir códigos maliciosos e controlar o dispositivo remotamente. Neiderman lembra ainda que, nos últimos dois anos, vários relatórios denunciando TVs apontaram para a espionagem.De acordo com a pesquisa de Neiderman, atualmente, o Tizen OS roda em mais de 30 milhões Smart TVs e está disponível em smartphones da linha Samsung Z1, Z2 e Z3 (vendidos em países como Rússia, Índia e Bangladesh), nos smartwatches da Samsung e wearables (dispositivos vestíveis) da linha Samsung Gear, smart câmeras da família NX e em outros produtos de reprodução de mídia em carros e eletrodomésticos como ar condicionado, aspirador de pó, máquina de lavar e geladeiras.
Encontrei mais de 40 vulnerabilidades diferentes no Tizen OS
Amihai Neiderman, Equus Software 
As vulnerabilidades encontradas...


>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.