Brasileiros não conseguem resistir a um sinal de Wi-Fi grátis. O comportamento despreocupado em locais públicos com redes liberadas, como lojas e restaurantes, pode colocar suas informações pessoais em risco. De acordo com o relatório Norton Wi-Fi Risk Report de 2017, os dados mostram que mais de 90% dos brasileiros acessam o Internet Banking, fazem login em contas de e-mails e compartilham documentos de trabalho em redes vulneráveis. Ou seja, redes de Internet sem fio que não tem monitoramento de segurança por empresas de telecomunicações.
Wi-Fi grátis: como usar uma rede pública com segurança
Existe uma profunda diferença entre o que as pessoas pensam que é seguro quando se trata de Wi-Fi público e a realidade "O que alguém pensa que é privado em seu dispositivo pessoal pode ser acessado facilmente por cibercriminosos através de redes sem fio não seguras ou mesmo por meio de aplicativos com vulnerabilidades de privacidade", disse Nelson Barbosa Jr, engenheiro de segurança da Norton. Veja dados do levantamento.
Wi-Fi grátis atrais brasileiros; 96% já colocou dados em risco usando redes inseguras (Foto: Pond5)
Os dados do Norton Wi-Fi Risk Report de 2017 sobre Brasil
96% dos brasileiros potencialmente colocam suas informações pessoais em risco enquanto usam uma rede Wi-Fi pública de lojas ou bares, incluindo verificar suas próprias contas bancárias online;
...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.