Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.
email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

Os Pixel Buds são os novos fones de ouvido sem fio do Google que foram apresentados no mesmo dia de lançamento dos novos smartphones Google Pixel 2 e Google Pixel 2 XL. Os acessórios chegam ao mercado para concorrer com os AirPods, da Apple.

Os fones rivais se conectam via sinal wireless com o celular, têm case que funciona também como bateria portátil e oferecem acesso a um assistente pessoal via comandos de voz. No entanto, os dispositivos têm diferenças importantes em termos de usabilidade. Conheça a seguir os recursos e os preços dos dispositivos de áudio.

AirPods são os fones de ouvido da Apple que concorrem com o Pixel Buds (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)AirPods são os fones de ouvido da Apple que concorrem com o Pixel Buds (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)

AirPods são os fones de ouvido da Apple que concorrem com o Pixel Buds (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)

Design

O visual dos Pixel Buds é bem diferente dos AirPods. Os fones do Google, apesar de serem considerados “sem fio”, possuem um cabo que liga as duas peças (do ouvido direito e do ouvido esquerdo). No produto da Apple não há fio para conectar com o celular, nem entre os ouvidos do usuário. Por isso, os AirPods podem ser chamados de fones verdadeiramente wireless.

Se isso é uma vantagem ou não, depende da preferência do usuário. Há quem prefira o aspecto futurista dos AirPods, que podem ser até usados de forma independente, só com um dos lados na orelha. Por outro lado, fones conectados entre si com um fio tendem a ser mais difíceis de perder.

Pixel Buds não são completamente sem fios como os AirPods (Foto: Divulgação/Google)Pixel Buds não são completamente sem fios como os AirPods (Foto: Divulgação/Google)

Pixel Buds não são completamente sem fios como os AirPods (Foto: Divulgação/Google)

Outra diferença fica por conta da oferta de cores. Os Pixel Buds serão vendidos nas opções preto, branco com preto e azul com preto. Os AirPods só existem na cor branca.

Assistente pessoal

Siri e Google Assistente podem ser usadas pelos fones de ouvido fabricados por Google e Apple. O uso é basicamente o mesmo: toque na lateral do fone de um jeito específico para ativar o modo de escuta e comece a falar como se estivesse com o celular em mãos. Nesse sentido, as diferenças entre os dispositivos ficam por conta das funcionalidades oferecidas por cada assistente pessoal. A Siri oferece uma voz mais natural, e o Google Assistente é mais versátil para responder perguntas variadas.

Tradução

O recurso de tradução dos Pixel Buds chamou atenção no evento de lançamento. Na demonstração do Google, o fone foi capaz de entender uma pessoa falando em uma idiomas diferentes e traduzir para o usuário em tempo real. No entanto, ainda não se sabe como a função irá operar no dia a dia. A única garantia até o momento é que o recurso irá oferecer tradução simultânea para português. Os AirPods não oferecem função parecida.

PIxel Buds oferecem tradução simultânea (Foto: Divulgação/Google)PIxel Buds oferecem tradução simultânea (Foto: Divulgação/Google)

PIxel Buds oferecem tradução simultânea (Foto: Divulgação/Google)

Modo de uso

Os controles dos Pixel Buds são mais versáteis do que no rival. Enquanto usuários de AirPods só podem controlar a música e acessar a Siri com toques curtos ou prolongados, o aparelho do Google permite interações como deslizes para ajustar volume e duplo toque para ouvir as notificações do smartphone.

Na hora de parear com o celular, os dois dispositivos prometem uma experiência mais simples do que em fones Bluetooth convencionais. A ideia é ligar o fone e começar a usar sem se preocupar com configurações de pareamento do telefone. Os AirPods detectam o iPhone do dono automaticamente – entenda o processo na análise completa –, e o Google promete algo similar com os Pixel Buds.

Compatibilidade

Os dois fones podem ser usados com qualquer celular com Bluetooth, mas nem todas as funcionalidades são garantidas. A conexão rápida dos AirPods só funciona com o iPhone. Para ter essa mesma função no Android é preciso ter um smartphone rodando a versão 7 (Nougat) ou superior do sistema.

Os fones do Google só permitem usar o Google Assistente conectado a um um smartphone que já tenha o recurso disponível. Além disso, a função de tradução simultânea só será oferecida em conjunto com um celular Pixel 2.

iPhone 8 com AirPods (Foto: Reprodução/Apple)iPhone 8 com AirPods (Foto: Reprodução/Apple)

iPhone 8 com AirPods (Foto: Reprodução/Apple)

Bateria

A autonomia de bateria dos fones é muito parecida, de cerca de cinco horas de uso e um case que entrega outras quatro cargas extras em qualquer lugar. O estojo dos AirPods, porém, é menor e mais discreto do que o oferecido pelo Google na compra dos Pixel Buds.

AirPods tem caixa carregadora, assim como Pixel Buds (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)AirPods tem caixa carregadora, assim como Pixel Buds (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)

AirPods tem caixa carregadora, assim como Pixel Buds (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)

Preço

Os novos Pixel Buds e os Apple AirPods custam o mesmo preço nos Estados Unidos: US$ 159, aproximadamente R$ 500 em conversão direta e sem considerar impostos. A situação muda de figura no Brasil, onde o preço dos fones da Apple saltam para R$ 1.399.

Não há previsão de chegada dos Pixel Buds ao país.

Qual fone de ouvido comprar? Opine no Fórum do TechTudo.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.