Por Filipe Garrett, para o TechTudo

20/03/2019 08h00 Atualizado 2019-03-20T11:00:50.484Z


Na hora de comprar uma nova TV 4K, o consumidor por encontrar alguma dificuldade para escolher entre modelos com tecnologias IPS e VA. Esses termos são referentes aos painéis utilizados em smart TVs, monitores e algumas telas de notebook. Comuns em dispositivos de marcas conhecidas, como LG, Samsung, Sony, entre outros, ambas têm características diferentes.

Pensando nisso, o TechTudo reuniu mais detalhes a respeito dos dois padrões encontrados nas telas 4K. Confira a seguir as vantagens e desvantagens de cada um e saiba qual a melhor opção para você.

Na verdade, IPS e VA são diferentes aplicações de uma mesma tecnologia: o LCD. Essas telas usam materiais especiais, conhecidos como cristais líquidos, para formar displays que emitem cor quando submetidos à passagem de luz e de uma corrente elétrica. De uma forma bem resumida, são apenas diferentes formas de organizar os cristais líquidos para que eles reproduzam cores e, consequentemente, imagens.

Esses diferentes arranjos levam a diferentes resultados e explicam os pontos fortes e fracos de cada alternativa. O IPS é bom com fidelidade de cor e ângulos de visão, enquanto o VA capricha em contraste e em tons pretos. O site RTings, especializado em televisores, condensou uma tabela que compara especificações médias de televisores com as duas tecnologias:

IPS: vantagens e desvantagens

Sigla para “In Plane Switching”, que pode ser traduzido para “comutação em mesmo plano”, o IPS é uma forma de painel LCD em que os cristais líquidos responsáveis pela formação dos pixels – e consequentemente das imagens – seguem um alinhamento horizontal bem preciso. Essa característica faz com que a tela IPS seja ótima em difundir imagem e cor, mas acaba representando problemas com a intensidade de contraste.

A tecnologia IPS aparece em diversos televisores 4K de entrada, sendo comum na linha LG, e tem como principal destaque a capacidade de grande fidelidade de cor, independente do ângulo de visão. Isso significa, na prática, que você pode olhar para tela de ângulos mais abertos sem que a imagem fique distorcida ou perca a qualidade de cor.

Apesar dessas vantagens, as telas IPS tendem a apresentar tons de preto com aspecto mais "lavado", em que o escuro aparece com tons de cinza no display. Outra característica é que esses painéis podem apresentar tempos de resposta mais lentos, algo ruim para quem busca uma TV para jogar, por exemplo.

Isso acontece porque o painel IPS faz com que o LED que ilumina a tela passe pelo cristal líquido. Com toda essa luz na tela, há perda de qualidade das cores mais escuras, e, consequentemente, níveis mais baixos de contraste.

O IPS vale à pena?

Para escolher, vale levar em consideração o tipo de uso desejado. Usuários que buscam uma TV para ver filmes e séries ou jogar podem sentir a diferença de contraste nas telas IPS. Mas, caso o televisor fique em uma sala grande, vale pensar nesse tipo de display, já que a tecnologia vai proporcionar melhores ângulos de visão. Isso é interessante para receber visitas, por exemplo, que vão enxergar bem de qualquer ponto do ambiente.

VA: vantagens e desvantagens

O VA é uma sigla em inglês para “Vertically Aligned”, o que significa que os cristais líquidos são posicionados em um arranjo vertical, ao contrário das telas

... IPS, horizontais. Nesse caso, o ângulo de visão tende a ser inferior, o que significa que, conforme você se distancia da tela, pior tende a ser a qualidade da imagem. Essa característica é muito comum em monitores LCD de computador, por exemplo, que vão perdendo a definição de cor de acordo com sua posição em relação à tela.

Embora os televisores VA não apresentem tanta distorção nesses casos, o problema existe e é um detalhe a se considerar na hora de comprar uma TV com esse tipo de tela. Atualmente, as linhas de entrada e intermediárias da Samsung, como as NU7100, oferecem esse padrão.

Mas o VA também tem uma vantagem decisiva: o contraste. Se no IPS os tons escuros e pretos da imagem ficavam lavados, brilhantes e sem profundidade, aqui a cor preta é muito mais precisa e próxima do real. O resultado disso é que telas VA garantem níveis de contraste muito maiores, ainda que possam não oferecer a mesma precisão de cores que o IPS. Outro ponto positivo, sobretudo nos monitores, é que os displays desse tipo tendem a garantir tempos de resposta melhores. Mais ágil, a tela se torna mais precisa e interessante para jogos.

O VA vale à pena?

Gamers e fãs de cinema podem acabar preferindo telas VA porque o nível de contraste é maior, característica perceptível em ambientes mais escuros, principalmente. Entretanto, a mesma observação do IPS vale aqui, embora de sinal trocado. Em espaços mais abertos, quem ficar sentado em uma posição lateral e de ângulo aberto em relação à tela pode notar perda de qualidade na imagem. A dica é: se possível, teste TVs com as duas tecnologias de tela em lojas para ver até que ponto esse problema pode ou não ser perceptível e incômodo para você.

Smart TV: qual devo comprar? Tire suas dúvidas no Fórum do TechTudo



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.