Por Aline Batista, de São Paulo*

21/05/2019 18h48 Atualizado 2019-05-22T00:51:43.291Z


A Xiaomi está oficialmente de volta ao Brasil. A empresa revelou, nesta terça-feira (21), o lançamento de diversos dispositivos inteligentes que vão ajudar na criação de uma casa conectada - incluindo uma lâmpada de cabeceira e um sensor smart, além de uma patinete elétrica. Os preços, no entanto, permanecem um mistério até o dia 1° de junho, quando as vendas serão iniciadas. Além disso, a fabricante chinesa anunciou a chegada de sete modelos de celulares e da pulseira smart Mi Band.

A responsável pelo retorno da fabricante chinesa ao país é a empresa nacional DL Eletrônicos. A parceria entre as companhias havia sido revelada em fevereiro deste ano e foi oficializada nesta terça, durante um evento para jornalistas. A fabricante também surpreendeu ao revelar a chegada de sua primeira loja física no Brasil, no shopping Ibirapuera em São Paulo, além de um e-commerce oficial.

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Aparelhos smarts para casa conectada

Durante a apresentação, a Xiaomi focou apenas nos celulares, na pulseira smart Mi Band e em outros três eletrônicos: lâmpada de cabeceira, kit de sensores smarts e patinete elétrica. No entanto, a promessa da empresa é de trazer mais de 100 dispositivos inteligentes para o Brasil. Os aparelhos são esses e seus respectivos preços só serão conhecidos a partir do dia 1° de junho, quando terão início as vendas.

A Mi Bedside Lamp foi uma das novidades reveladas pela fabricante. O dispositivo é uma lâmpada de cabeceira inteligente que pode ser controlada por meio de um aplicativo de celular. De acordo com a Xiaomi, ela é capaz de exibir mais de 16 milhões de cores, além de ser compatível com as assistentes virtuais Amazon Alexa e Google Assistente. O produto ainda tem conexão Wi-Fi, Bluetooth 4.2 e operação por touch.

Já o Mi Smart Sensor é um kit de automação residencial composto por diversos aparelhos, incluindo o Mi Control Hub, que funciona como o "cérebro" da casa conectada. Com os dispositivos, o usuário pode controlar as lâmpadas de casa e ligar ou desligar aparelhos à distância, entre outras ações de automação residencial. Todos os ajustes são feitos pelo aplicativo Mi Home.

Por último, foi apresentada a Mi Eletric Scooter, a patinete elétrica mais vendida no mundo, segundo a companhia. O dispositivo vem com freios ABS, que recarregam a bateria enquanto o veículo freia, e tem autonomia para até 30 quilômetros com uma carga. O modelo já estava à venda no Brasil desde o início do mês por de R$ 3.999, mas a Xiaomi não revelou se vai manter esse preço.

A ideia da companhia chinesa é criar um “ecossistema que conversa verdadeiramente entre si”, com produtos que funcionam de forma integrada e ajudam a deixar a casa smart. Um exemplo apresentado durante o evento é a possível integração entre a Mi Band e a Mi Bedside Lamp. O usuário configura os dispositivos pelo aplicativo Mi Home de forma que a pulseira detecta quando a pessoa está dormindo e apaga a luz automaticamente. A fabricante promete que o app para smartphones será capaz de concentrar todas essas operações, oferencendo uma experiência simples e eficiente para o usuário.

Parceria Xiaomi e DL

De acordo com o executivo Luciano Barbosa, que liderou o projeto Xiaomi no Brasil, a DL será a responsável por realizar a operação de todo o processo, desde a homologação até venda dos produtos. As empresas estão trabalhando com importação para garantir que os dispositivos cheguem mais rapi

... damente e não cogitam a criação de uma fábrica no Brasil, por enquanto.

Conhecida mundialmente pelos produtos com bom custo-benefício, a Xiaomi promete manter essa característica no Brasil. Por isso, as duas companhias assumiram o compromisso de trabalhar com margens mínimas de lucro. “A Xiaomi possui o objetivo de facilitar a vida dos usuários, de maneira simples através da tecnologia.” , declarou Luciano Barbosa durante o evento.

Canais de venda

Outra novidade revelada durante o evento é a chegada da primeira loja oficial da Xiaomi no Brasil. A partir do dia 1° de junho, a empresa vai colocar em funcionamento uma loja física no shopping Ibirapura, em São Paulo, onde os usuários poderão conhecer os produtos e realizar a compra pessoalmente. Além disso, a Xiaomi está abrindo uma loja online que vai operar em todo o Brasil por meio do site mi.com.

O terceiro canal de vendas oficial da fabricante serão as lojas varejistas parceiras. Os produtos poderão ser encontrados nas lojas Ricardo Eletro, Pernambucanas e Magazine Luiza. Em breve, as novidades devem chegar a outras varejistas. A Xiaomi e a DL asseguram a garantia para todos os produtos comprados nos canais oficiais.

A marca Xiaomi é confiável? Opine no Fórum do TechTudo



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.