Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Bem lentamente, as operadoras de internet estão ampliando a malha de fibra ótica no Brasil. Hoje, já é possível encontrar provedoras que levam banda larga de alta velocidade com o cabo de fibra ótica chegando até a residência do cliente. Já é possível encontrar no mercado nacional placas de rede compatíveis com a tecnologia, o que dispensa a conversão para a entrada RJ-45, mais comum. Mas será que vale o investimento? Confira nesta análise do TechTudo.

Problemas com sua conexão? Confira como testar sua placa de rede

Placa de rede compatível com tecnologia de fibra ótica (Foto: Reprodução/Startech)Placa de rede compatível com tecnologia de fibra ótica (Foto: Reprodução/Startech)

Vantagens

É inegável a superioridade da fibra ótica. A tecnologia, ao contrário dos fios de cobre que usa impulsos elétricos, utiliza feixes de luz para a transmissão de dados. Com isso, ela consegue atingir velocidades superiores aos cabos de redes comuns. No ano passado, pesquisadores conseguiram bater um recorde na velocidade, chegando a 255 terabits por segundo.

Isso acontece principalmente por conta do uso dos feixes de luz, mas também por conta da construção da fibra ótica. Um único filamento pode ser do tamanho de um fio de cabelo. Com isso, é possível adicionar vários canais de transmissão em um único cabo, aumentando a velocidade e a quantidade de dados que podem ser transportados.

Como sincronizar arquivos em redes diferentes? Comente no fórum do TechTudo

Outra vantagem da fibra ótica é a distância em que ela pode funcionar sem perda de informações. Enquanto os cabos de redes comuns funcionam perfeitamente em até 100m sem conexões, a fibra ótica pode atingir quilômetros.

Desvantagens

Claro que essa tecnologia ainda tem um custo elevado. O cabo em si não chega a ser tão caro, em torno de R$ 2 por metro. O que encarece são os conectores, fusão e emenda e, logicamente, a mão de obra especializada.

Além disso, as placas de rede compatíveis com a tecnologia ainda tem um preço alto. Enquanto uma placa de rede comum já vem embutida nos computadores, uma peça compatível com fibra ótica supera R$ 500.

Vale a pena?

Em relação ao custo benefício, ainda não vale a pena investir em uma rede doméstica de fibra ótica. Para Nelson Saito, gerente técnico da Furukawa e presidente do FTTH Council America, mesmo que você tenha uma internet de fibra ótica chegando em casa, um rede doméstica de fibra ótica não compensa.

“No Brasil, a FTTH [internet de fibra em casa, em tradução livre] chega em torno de 100mbps. Com isso, é mais vantajoso investir em equipamentos compatíveis com a tecnologia Gigabit Ethernet, como cabos CAT 6 e placas de rede com suporte a 1000mbps”, diz.

Segundo o especialista, mesmo em casos em que a internet supera os 100mbps – como o 1Gbps oferecido nos Estados Unidos pelo Google Fiber – por conta do custo, ainda sim é mais vantajoso ter uma rede Gigabit Ethernet.

Redes de fibra ótica são usadas em casos muito específicos, como em empresas que possuem um grande volume de transferência de dados. Outra aplicação é em data centers.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.