Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Antes de comprar uma nova placa de vídeo, é importante levarmos em consideração inúmeras características técnicas que elas apresentam. Além de processador gráfico, quantidade de memória e sistema de arrefecimento, também temos de colocar na conta a largura de banda da memória usada na GPU. Mas, afinal de contas, o que é essa tal de largura de banda da memória e por que ela é tão importante na hora de se escolher uma placa de vídeo? É justamente isso que esse artigo do TechTudo irá responder.

Quais as placas de vídeo recomendadas para os jogos da última geração?

Uma breve explicação sobre o funcionamento das placas de vídeo

As placas de vídeos são componentes altamente complexos (Foto: Divulgação/Asus)As placas de vídeos são componentes altamente complexos (Foto: Divulgação/Asus)

Antes de falarmos especificamente sobre o tema principal deste artigo, largura de banda da memória, precisamos antes fazer uma pequena introdução, explicando como funciona uma placa de vídeo.

Muita gente acha que ela é apenas mais uma peça a ser encaixada no computador. De forma nenhuma. As placas de vídeo são praticamente um segundo computador na sua máquina, pois elas contam com processador, memória RAM, placa controladora, chipset, transistores, sistema de arrefecimento e assim por diante.

A diferença é que tanto o processador quanto a memória destas placas são adaptados para o processamento de gráficos 3D. Por isso, mesmo o processador é chamado de GPU (Graphics Processing Unit, ou Unidade de Processamento Gráfico) e a memória de VRAM (Video RAM). Outra peculiaridade é que as placas gráficas normalmente usam memórias RAM do tipo GDDR (Graphics Double Data Rate) e não apenas DDR. Esse tipo de memória também tem seu funcionamento otimizado para lidar com gráficos 3D.

Pois bem, o funcionamento de uma placa de vídeo é similar ao de qualquer computador de mesa. A memória RAM, no caso a VRAM, colhe as informações necessárias para o processamento no HD e, então, as leva até a GPU para que ele faça o seu trabalho de processar os dados. A largura de banda da memória entra justamente no caminho entre a memória e a GPU. Sendo ainda mais claro, a largura de banda define o tamanho deste caminho.

Uma avenida

engarrafamento (Foto: Reprodução/YouTube)O barramento de memória é como uma avenida (Foto: Reprodução/YouTube)

Vamos agora fazer uma analogia simples. Pense numa avenida. Essa avenida tem apenas uma pista em sentido único. Quanto carros podem trafegar nela? Apenas um por vez, não é mesmo? Agora imagine que essa pista foi aumentada e dois carros agora podem trafegar nela ao mesmo tempo. Um indo e outro voltando. Pense agora que outra pista, de mesmo tamanho, foi criada ao lado dessa. Desta forma, quatro carros podem trafegar ao mesmo tempo. É justamente esse o conceito de largura de banda.

O que influencia mais na hora de rodar um jogo no PC? Veja no Fórum do TechTudo.

Quanto maior for a largura de banda da memória, mais dados poderão ser transferidos para a GPU e serem processados. Esse termo é conhecido também como taxa de transferência. O impacto disso no desempenho de um jogo, por exemplo, é perceptível visto que o processador gráfico poderá lidar com mais dados de uma única vez.

Entendendo a largura de banda

Chips de memória GDDR5 (Foto: Divulgação) (Foto: Chips de memória GDDR5 (Foto: Divulgação))Chips de memória GDDR5 (Foto: Divulgação/Samsung)

Vamos agora falar de uma maneira mais técnica sobre esse assunto. Como você deve saber, todas as informações que trafegam dentro do computador são através de bits. É o chamado código binário, onde um bit pode assumir apenas dois valores: 0 ou 1. Desta forma, quando lemos nas especificações técnicas de uma placa de vídeo que ela possui um barramento de 256 bits, significa que a “avenida” que leva as informações da memória VRAM para a GPU pode transferir 256 bits por pulso de clock.

Chegamos agora em outro assunto importante: clock. As memórias também possuem frequência de atuação, ou seja, clock. Ele é medido em MHz (megahertz) ou GHz (gigahertz). Assim, a cada segundo, as memórias efetuam várias operações, enviando assim milhares de bits por segundo.

Desta forma, é possível calcular a largura de banda da memória fazendo um simples cálculo. Basta pegar o valor do clock da memória, multiplicar pelo número de bits que ela pode enviar por pulso de clock e, então, dividir por 8. Essa divisão é necessária para transformar o resultado de bits para gigabytes.

Agora que você entende o que é a largura de banda da memória e como calculá-la, da próxima vez que for comprar uma nova placa de vídeo, fique bem atento a este item, pois ele pode dizer qual será o desempenho do seu novo "brinquedinho".

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.