A facilidade de criar sites, em muitos casos em questão de poucos cliques, explica o grande número deles colocados no ar todos os dias. Porém, em apenas três meses grande parte dos novos endereços acaba abandonada, segundo levantamento realizado pela BigWeb, ferramenta que varre mais de 90 milhões de sites e 320 bilhões de páginas na Internet.
Facebook aperta o cerco contra plágio em vídeos e pirataria
O estudo considerou um site como “morto” quando os registros de atualizações mostram que não houve nenhuma alteração no conteúdo presente no endereço no período de um mês.
Sites novos morrem em apenas 3 meses; entenda o estudo da Big Web (Foto: Reprodução/BigWeb)
A classificação de um site como morto não significa que ele saiu do ar, mas que os responsáveis não realizaram modificações no conteúdo no espaço de um mês. Outro aspecto importante a ser levado em conta é que o levantamento considera como novos os sites que eram inéditos para a BigWeb. O estudo sobre novos sites concluiu que no cenário atual há muita facilidade para que mesmo quem não tem conhecimentos avançados em desenvolvimento e programação possa colocar um site no ar, seja ele um blog, uma loja virtual ou uma página institucional. A grande dificuldade para os 20 mil novos publicadores diários da Internet é encontrar formas de povoar suas páginas de conteúdo. O problema se destaca no caso dos blogs, que dependem do engajamento do criador para que se desenvolvam. Para Thoran Rodrigues, CEO da BigData Corp, responsável pelo BigWeb, ...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.