O aumento de preço do Xbox One e Xbox 360 no Brasil e os
valores dos games foram temas de conversa com Phil Spencer, chefe
da divisão Xbox. Em entrevista concedida ao TechTudo na Brasil Game Show 2015 (BGS), em São Paulo, nesta quinta-feira (8), Phil afirmou que o encarecimento do Xbox no Brasil foi algo necessário para manter a "saúde" do console. Por outro lado, ele diz que o valor dos jogos não terá ajustes, pelo menos em um primeiro momento.
Quantum Break mostra história complexa com game e série na BGS 2015

exatos seis dias da BGS, a maior feira de games da América Latina, a Microsoft
soltou uma nota destinada à imprensa confirmando o aumento do preço do Xbox
One, que passará a ser 25% mais caro no país a partir de 1º de novembro, com
valor inicial de R$ 2.499. De acordo com Spencer, o reajuste é reflexo do dólar
alto, afinal a Microsoft é uma companhia norte-americana que depende,
naturalmente, da moeda estadunidense. 
Phil Spencer, chefe da divisão Xbox, afirmou que os jogos não ficarão mais caros no Brasil (Foto: Victor Teixeira /TechTudo)
Com
o dólar nas alturas e o valor do Xbox abaixo do esperado, o negócio não vinha
sendo lucrativo. Por conta disso, foi realizada uma minuciosa pesquisa para
encontrar um valor que não fosse afetado pelas constantes oscilações cambiais.
“Manter um preço estável é uma forma de se proteger contra a flutuação do câmbio,
o que é importante para o nosso sucesso. Que fique bem claro que não estamos
felizes com isso”, conto...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.