Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

The King of Fighters passou por muita coisa. De demônios até a falência de sua produtora, a série sofreu muito até ser referência no gênero. Acompanhe as curiosidades de uma das séries de jogos de luta mais icônicas dos videogames que está completando 20 anos:

Qual a melhor série: Street Fighter ou Mortal Kombat? Opine no fórum

Conheça 10 curiosidades da série The King of Fighters (Foto: Divulgação)Conheça 10 curiosidades da série The King of Fighters (Foto: Divulgação)

- The King of Fighters foi criado por “acidente”

Criada em 1994, a série de jogos de luta The King of Fighters (KOF) não foi pensada para ser uma franquia duradoura. Feita para reunir personagens de jogos anteriores da SNK, a série KOF juntava personagens da série Fatal Fury, Art of Fighting, Ikari Warriors e Psycho Soldier, o objetivo era criar um jogo beat’em up (algo no mesmo estilo de Final Fight e Streets of Rage).

KOF 94 era inovador para a época (Foto: Reprodução / Gamers.vg)KOF 94 era inovador para a época (Foto: Reprodução / Gamers.vg)

A ideia era que tudo servisse como apresentação do potencial da SNK e sua nova placa para Arcades, Neo Geo MVS. Porém, o projeto inicial foi abandonado e a jogabilidade adotada foi a de um jogo de luta. KOF foi um sucesso imediato, pois além da bela apresentação, trazia várias inovações, como um modo de luta com times de três lutadores e um sistema de esquiva.

- Lutadores que vieram de outros jogos

Como mencionamos no tópico anterior, The King of Fighters’ 94 possui vários lutadores de outros jogos bastante conhecidos. Ryo Sakazaki, Robert Garcia, os irmãos Bogard e Joe Higachi, não são novidade para ninguém, mas os personagens Athena, Sie Kensou, Ralf e Clark têm origens mais obscuras.

Athena e Kensou vieram do jogo Psycho Soldier (Foto: Reprodução)Athena e Kensou vieram do jogo Psycho Soldier (Foto: Reprodução)

Ralf e Clark são os protagonistas do jogo Ikari Warriors, um game de tiro que foi um dos primeiros sucessos da SNK nos arcades. Porém, eles estão com uma aparência bem diferente. Já os personagens Athena e Kensou são os mesmos do jogo Psycho Soldier. Entretanto, eles utilizariam as mesmas roupas do jogo original apenas em KOF XII.

- Personagens que parecem ter saído de animes

Como é produzida no Japão, nem é preciso dizer que a série The King of Fighters possui inúmeras referências a cultura pop japonesa. Contudo, alguns personagens vão além do visual chamativo, e parecem mesmo com personagem de animações japonesas. É o caso de Benimaru e K999.

Benimaru pode ter sido inspirado em personagem do mangá JoJo Bizarre Adventure (Foto: Reprodução / gangeekstyle)Benimaru pode ter sido inspirado em personagem do mangá JoJo Bizarre Adventure (Foto: Reprodução / gangeekstyle)

Benimaru tem um visual e atitude muito semelhante ao personagem Jean Pierre Polnareff do anime JoJo Bizarre Adventure. Já o personagem K999, presente apenas em The King of Fighters 2002, lembra bastante Tesuo, do filme Akira. Inclusive o dublador do personagem no jogo é mesmo do filme.

- Jogo de luta para muita história

The King of Fighters é uma série de jogos de luta como pouco se vê no mundo dos games. Enquanto a maioria possui uma história apenas decorativa, que tende a se repetir nos títulos seguintes, The King of Fighters possui três arcos de história que se estendem ao longo de toda franquia.

História é o que não falta em The King of Fighters (Foto: Reprodução / snkplaymore.co.jp)História é o que não falta em The King of Fighters (Foto: Reprodução / snkplaymore.co.jp)

As sagas “Orochi”, “Nest” e “Ash”, fazem todo o sentido nos jogos principais da série. Apresentando os personagens em um torneio, uma aventura com intrigas, relíquias milenares e sempre com chefões e novos times diferentes. Personagens que morreram nos arcos da história só aparecem em jogos de “Dream Match”, jogos comemorativos que reúnem todos os personagens. Em The King of Fighters 2003, a série trouxe um novo protagonista, Ash Crimson. Com um jeito bastante cínico, esse personagem depois se tornaria o vilão da sua própria saga.

- A falência de SNK, produtora do game

Bastante conhecida e cultuada no mundo dos games, principalmente pelos seus jogos de luta nos anos 90, nem parece que a SNK foi a falência em 2001. Um dos motivos para a derrota da criadora de The King of Fighters foi a falta de inovação em muitos dos seus jogos, principalmente no quesito visual. A SNK entrou totalmente em colapso em outubro de 2001, quando pediu concordata, e colocou o direito de seus jogos à venda.

Empresa foi a falência, mas funcionários deram a volta por cima (Foto: Reprodução / venturebeat)Empresa foi a falência, mas funcionários deram a volta por cima (Foto: Reprodução / venturebeat)

A empresa foi incorporada, nesse meio tempo, Aruze, uma produtora de máquinas de pachinko (uma espécie de máquina de caça-níquel). Nesse meio tempo, grande parte dos funcionários deixam a empresa e fundam a Brezzasoft. Enquanto buscam formas de “ressuscitar” a SNK, os direitos da série de jogos de luta ficam com a produtora coreana Eolith, que lançou The King of Fighters 2001 e 2002. Incrivelmente, como pouco se vê no mundo dos negócios, os criadores da SNK fundaram outra empresa, a Playmore, e conseguem arrecadar fundos de investimento para comprar os direitos da série KOF em 2003.

- O fracasso de The King of Fighters World

The King of Fighters World seria um jogo de luta online no estilo Brawl. O jogo seria desenvolvido pela produtora coreana Viccom e, a princípio, ficaria restrito aquele país. KOF World foi anunciado pela primeira vez em 2000 e chegaram a vazar imagens dos lutadores e do jogo.

Tentativa de fazer um MMORPG de King of Fighters não deu certo (Foto: Reprodução / spong.com)Tentativa de fazer um MMORPG de King of Fighters não deu certo (Foto: Reprodução / spong.com)

O jogo chegou a ser lançado na Coreia do Sul em 2003, como um beta aberto para público daquele país testar o game. Chegaram a ser feitas previsões de lançamento em outros países, mas, aparentemente devido à má recepção, o projeto foi cancelado imediatamente.

- The King of Fighters “ME” Impact

Já recuperada da falência, a SNK, que agora se chamava SNK Playmore, resolveu colocar a franquia The King of Fighters em três dimensões com KOF Maximum Impact, game lançado em 2004, que teve como sequência KOF: Maximum Impact 2.

Apesar de não ser um jogo ruim, KOF não agradou os fãs devido às mudanças drásticas no visual e história (Foto: Reprodução / Giantbomb)Apesar de não ser um jogo ruim, KOF não agradou os fãs devido às mudanças drásticas no visual e história (Foto: Reprodução / Giantbomb)

Os jogos dessa fase “3D” de The King of Fighters não são totalmente ruins. Mas a mudança drástica no visual, combinada com muitos personagens novos, não agradou os jogadores mais antigos.

- The King of Fighters MOBA?

Mesmo que o The King of Fighters World tenha fracassado, outras empresas ainda apostaram em levar a franquia para um gênero online. A primeira delas foi a Dragonfly que propôs em 2007 um jogo de KOF do gênero MMORPG, com visão lateral. Porém, o jogo apresentado em 2013 foi bem diferente do previsto, pois o jogo virou um MOBA.

MOBA de The King of Fighters não só existe, como já tem gente jogando (Foto: Divulgação)MOBA de The King of Fighters não só existe, como já tem gente jogando (Foto: Divulgação)

O jogo se chama The King of Fighters Online e segue as mesmas regras dos jogos do gênero com uma área para proteger, torres e tudo mais. KOF Online foi lançado como beta fechado apenas na Tailândia e, apesar de não parecer, é sim um jogo licenciado pela SNK Playmore.

- Novo The King of Fighters em 3D

Em agosto desse ano, a SNK Playmore atualizou o seu site com ofertas de trabalho para um novo The King of Fighters. O que chamou a atenção foram o banner e a proposta de emprego para CG Designer com experiência em gráficos tridimensionais.

Novo KOF será um jogo em 3D com jogabilidade 2D (Foto: Divulgação / SNK)Novo KOF será um jogo em 3D com jogabilidade 2D (Foto: Divulgação / SNK)

Ao que tudo indica, o novo KOF irá seguir uma tendência nos jogos de luta, abandonando de vez os sprites, mas mantendo a jogabilidade em 2D. Não foi revelado nada desde então sobre como será a nova história ou quais personagens irão aparecer no jogo.

- Time Brasileiro

Para finalizar a nossa lista com curiosidades sobre a série The King of Fighters, vamos voltar ao primeiro jogo da franquia, The King of Fighters’ 94. Neste primeiro jogo, os times de lutadores não possuíam nomes como no resto da série, eles classificados de acordo com o seu país.

A curiosidade está no time brasileiro, composto por Ralf, Clark e Heidern. Muita polêmica foi criada quando os jogadores pensavam que eles eram brasileiros. Mas na realidade, a nacionalidade do trio é norte-americana.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.