Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Os drones fizeram (literalmente) muito barulho nesta edição da CES.

Os robôs voadores deram um show à parte na festa de 50 anos do maior evento de tecnologia do ano. Além da enorme quantidade de modelos, o que chamou muito nossa atenção este ano em Las Vegas foi a evolução da tecnologia embarcada em muitos deles. Isso mesmo, os drones - mesmo os modelos domésticos - estão muito mais inteligentes. Com câmeras tridimensionais e processadores de última geração embarcados, os drones são capazes de identificar diferentes obstáculos e planejar de forma autônoma sua trajetória de voo.

Além de toda inteligência embarcada, o que avançou no mesmo patamar foram os periféricos acoplados aos drones.

Grandes, enormes e outros minúsculos. De 50 a mais de 10 mil dólares. Tem para todos os gostos. Há algum tempo, os drones deixaram de ser visto como brinquedos ou meras câmeras com hélices. A gigante chinesa DJI domina o mercado. A marca apresentou uma gama de novos modelos. As aplicações também surpreendem: vão desde segurança, passando pela entrega de encomendas e até uso específico em indústrias e até na agricultura. Mas parece que isso ainda é pouco…

Drones menores portáteis com câmeras de alta resolução estão sendo chamados de “a evolução dos populares paus de selfie”. Acredite, é muito mais legal. Basta conectar o drone ao seu smartphone, soltá-lo no ar que ele começa a te seguir. Assim é possível fazer vídeos em movimento ou tirar selfies muito mais elaboradas. A popularização dos drones é evidente. Este ano ficou claro. E se alguns analistas apostam que em um futuro próximo todo mundo vai querer ter seu próprio drone assim como já tem seu smartphone…a gente não duvida mais!

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.