Músicas, poemas, imagens, trailers e até filmes; tudo ainda é trabalho de seres humanos com uma sensibilidade maior pela arte e, na maioria das vezes, um dom especial. Mas se o processo criativo é fruto de um repertório – uma espécie de banco de dados de experiências vividas pelo artista – nada impede que máquinas também sejam capazes de usar dados para criar Arte. O tema é discutível. E em mais exemplo de seu potencial, a Inteligência Artificial resolveu atacar de artista.
São muitos os exemplos de obras criadas através da tecnologia. A última foi a edição do trailer para o filme Morgan. Em parceria com a IBM a produtora do filme usou a plataforma de computação cognitiva Watson para criar o trailer. O Watson "assistiu" a trailers de 100 filmes de suspense e terror, divididos em cenas. Em cada cena, o sistema avaliou separadamente os sons, a composição das imagens e as emoções geradas pelo filme. Para analisar essa emoção, a inteligência artificial observou as expressões faciais dos atores, os objetos usados nas cenas e até a gradação de cores das cenas.
Assassinado em 2003, a obra do irreverente rapper paulista Sabotage também voltou à vida graças à tecnologia. Em uma aç&atild...

>>> Veja o artigo completo (Fonte)

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.