Até o ano passado, a cada 12 minutos uma pessoa era infectada com o vírus HIV no Brasil. Segundo estatísticas da UNAIDS, o programa das Nações Unidas para criar soluções e ajudar nações no combate à doença, 14 mil pessoas morreram no país vítima da AIDS em 2016. Para reduzir esses números, a disseminação de informações,  principalmente, sobre a prevenção da doença é uma das principais estratégias. A tecnologia é forte aliada nesse jogo.
O avanço de diversos tratamentos está diretamente ligado a novas ferramentas e descobertas tecnológicas. No Brasil, a principal novidade para este dia é o anúncio de uma nova estratégia que promete revolucionar a prevenção do HIV de uma forma bastante simples, com uso diário de uma medicação. Não por acaso, a mesma droga que já é usada para tratar pessoas infectadas, mas agora para quem não tem Aids. Além da camisinha, é um novo método de prevenção que está em projeto piloto no país desde 2014...
Outros países que já adotaram a mesma estratégia, como os Estados Unidos, por exemplo, viram os números de novos casos de HIV despencar. Mas, não diferente de outros métodos de prevenção, o maior desafio para sua eficácia está na adesão do usuário. É preciso tomar o medicamento diariamente para estar protegido. A maior preocupação era com o grupo em que as novas infecções de HIV mais crescem no país: jovens entre 15 e 24 anos. Foi aí que a tecnologia fez sua parte!

Ainda na aliança medicina e tecnologia, já a partir do ano que vem, avanços vão permitir uma nova fase de testes; agora da versão injetável do medicamento, que garante 2 meses de imunidade por aplicação. Mais do que isso, fora do Brasil, pesquisas avaliam o uso de um implante subcutâneo que ampliaria o período de imunidade para até um ano.
Recentemente, o próprio Ministério da Saúde recorreu à tecnologia na tentativa de facilitar a  adesão de pacientes ao tratamento de Aids. O aplicativo “Viva Bem” lembra os pacientes sobre o hor&...


>>> Veja o artigo completo (Fonte)

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.