A Motorola brasileira negou que as linhas Moto G e Moto E vão terminar. Notícias referentes ao tema surgiram depois que um executivo da Lenovo deu uma entrevista na qual teria anunciado a “morte” dos smartphones. Num segundo momento, a fabricante voltou atrás, em resposta enviada ao TechTudo.
Fim da Motorola: relembre os celulares que foram grandes sucessosSegundo a Motorola, o comentário de Chen Xudong foi “mal interpretado”. A empresa disse ainda que o Moto G e o Moto E “fazem parte do portfólio global” da marca Motorola – ou seja, comprar os telefones continuará sendo possível.
No entanto, a Motorola Brasil também citou especificamente o ano de 2016. Não há confirmação sobre a continuidade dos produtos em 2017. Vale lembrar que a Lenovo, a dona atual da Motorola, decidiu mudar a nomenclatura dos smartphones para “Moto by Lenovo”.
Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone
A dúvida em relação ao futuro do Moto G e do Moto E está relacionada com o sucesso que os produtos fizeram em mercados em desenvolvimento, em especial o Brasil – tanto que São Paulo foi uma das cidades que receberam o evento da lançamento da linha mais atual do Moto G 3.
Entre os motivos para comprar o smartphone estão: rede 4G, especificações interessantes e atualização para o Android Marshmallow.
Moto E 2ª geração foi lançado em 2015 pela Motorola (Foto: Carol Danelli/TechTudo)
Por sua vez, o Moto E 2ª Geração aparece na lista de melhores celulares com 4G e preço até R$ 600. Sua câmera principal tem 5MP e a traseira é VGA. A memória interna é de somente 8GB. A tela, importante quesito da ficha técnica, oferece 4,5". São especificações modestas, porém compatíveis com o preço de R$ 469.
Moto E vale a pena?...


>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.