Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

A Fujitsu afirma que dará início a fabricação de um novo tipo de memória RAM, que usa nanotubos de carbono e pode atingir velocidades até mil vezes maior do que as possíveis nas memórias DRAM atuais. Batizadas de NRAM em virtude do uso dos nanotubos, os componentes devem começar a aparecer no mercado em 2018, permitindo competir com uma série de outros padrões sendo testados e desenvolvidos no momento, como o 3D Xpoint da Intel, HBM e outros.

Memória RAM DDR4 da Galax é a mais rápida da atualidade com 4.000 MHz

É importante entender o papel da Fujitsu no desenvolvimento e fabricação desses novos módulos de memória RAM. A empresa japonesa fabrica os chips, com tecnologia desenvolvida pela Nantero, que depois podem ser adquiridos por marcas que efetivamente produzem e comercializam memórias.

Tecnologia NRAM, desenvolvida por uma empresa chamada Nantero, será fabricada em massa pela Fujitsu (Foto: Divulgação/Nantero)Tecnologia NRAM será fabricada em massa pela Fujitsu (Foto: Divulgação/Nantero)

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

Os  nanotubos de carbono são estruturas que permitem construção de microchips mais rápidos, eficientes e com menor tendência de consumo de energia. Outra vantagem decisiva em favor do material é a resistência ao desgaste. Enquanto uma célula de memória pode ter um ciclo de vida medido em 100 mil ciclos de escrita (ponto a partir do qual o hardware começa a apresentar falhas na retenção de dados), os nanotubos acenam com a perspectiva de vida útil infinita.

Segundo a Fujitsu, será possível criar módulos de memória RAM DDR4 compatíveis com computadores atuais usando chips NRAM. Nesse cenário, contudo, a alta velocidade do novo padrão acabaria subaproveitada, já a interface DDR4 simplesmente não consegue acompanhar toda a velocidade possível no NRAM.

O mercado para novas tecnologias de memória anda bem agitado em virtude das necessidades crescentes que acompanham a popularização de novas tecnologias e padrões de consumo, como a realidade virtual e conteúdo em 4K. Exemplo disso são as memórias Xpoint, prometidas para 2016 pela Intel.

A janela para o lançamento comercial dessa tecnologia deve ocorrer em 2018. A expectativa, como é comum em grandes saltos de padrões tecnológicos referentes a computadores, é que a novidade desembarque primeiro em grandes data centers e em servidores altamente especializados.

Via PC World

Qual GPU é melhor para jogos atuais? Comente no Fórum do TechTudo 

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.