Falsificadores chineses são famosos por sua capacidade de clonar smartphones de grandes marcas, e são especialmente bons quando se trata do iPhone. Com a chegada do iPhone 6, é comum que consumidores busquem o modelo 5S de segunda mão, aumentando os riscos de serem enganados por produtos falsos. Confira as dicas que reunimos para saber o que você deve analisar para evitar essa cilada.

Comprou um iPhone 5S? Confira dicas para usar e tirar o máximo do smart

IMEI

Verifique o IMEI na caixa e compare com a numeração escrita na parte de trás do aparelho (Foto: Reprodução/SmallBusiness)Verifique o IMEI na caixa e compare com a numeração escrita na parte de trás do aparelho (Foto: Reprodução/SmallBusiness)

Uma das maneiras mais simples de verificar a autenticidade de um iPhone é conferindo o IMEI escrito na parte de trás do aparelho, logo abaixo da inscrição “iPhone”, e comparar o número com a informação gravada na caixa. Se o produto for original, os números serão os mesmos.

Design

Repare nos detalhes do design, principalmente no botão Home (Foto: Luciana Maline/TechTudo)Repare nos detalhes do design, principalmente no botão Home (Foto: Luciana Maline/TechTudo)

Muitos clonadores de smartphones se tornaram tão bons que fica cada vez mais difícil de identificar só pela aparência. Mas, ainda assim, há casos em que um olhar mais atento já acusa o problema. Repare nas cores utilizadas: a versão dourada, por exemplo, pode vir forte demais em um produto falsificado, já que o original tem uma tonalidade bem suave.

Verifique a firmeza dos botões e, principalmente, o Touch ID. Como o iPhone 5S foi o primeiro a vir com o botão Home modificado, é possível que uma versão falsificada não traga todos os detalhes cromados da borda e, é claro, não reconheça digital alguma do usuário.

Sistema

Tente baixar e usar apps e jogos por meio da App Store para ter certeza de que o aparelho é verdadeiro (Foto: Luciana Maline/TechTudo)Tente baixar e usar apps e jogos por meio da App Store para ter certeza de que o aparelho é verdadeiro (Foto: Luciana Maline/TechTudo)

Embora se pareça muito com o iOS, o sistema operacional empregado em iPhones falsos costumam ser versões modificadas do Android. Por isso, vale abrir todos os apps pré-instalados e testar suas funcionalidades. O primeiro deles deve ser a App Store, pois só um iPhone original consegue ter acesso a ela.

iTunes

Tente sincroniza
... r suas informações via iTunes (Foto: Divulgação)" height="508" width="695">Tente sincronizar suas informações via iTunes (Foto: Divulgação)

Outra maneira segura de identificar um iPhone falso, seja lá qual modelo ele for, é tentando sincronizá-lo com o iTunes usando um Mac ou PC com Windows. O programa oficial da Apple só irá mostrar os dados do aparelho, como músicas, fotos e outros conteúdos, se ele for original. Mas, antes de fazer o teste, certifique-se de que tanto iTunes quanto o iOS estão rodando a sua versão mais recente.

Os concorrentes da Apple estão deixando o iPhone para trás? Comente no Fórum do TechTudo.



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.