Por Lucas Batista, para o TechTudo

25/05/2019 07h30 Atualizado 2019-05-25T10:30:03.169Z


Os jogos Battle Royale para celulares fazem tanto sucesso entre jogadores casuais que já estão começando a se estabelecer no cenário competitivo. PUBG Mobile, produzido pela Tencent, e Free Fire, da Garena, são os games de mais sucesso do gênero para dispositivos Android e iOS. Ambos possuem similaridades em seus cenários de disputa e devem crescer ainda mais nos esports nos próximos anos. Veja, seguir, qual Battle Royale mobile é mais forte no competitivo.

Valores distribuídos

No quesito valor de premiação em torneios, PUBG Mobile leva vantagem. O game, que conta com torneios em todo o mundo desde setembro de 2018, já distribuiu aproximadamente U$ 600 mil (cerca de R$ 2,4 milhões) em suas competições. PUBG distribuirá também, durante a PUBG Mobile Club Open 2019, a quantia total de U$ 2 milhões (R$ 7,6 milhões). Já nos torneios do jogo da Garena, os números são inferiores. No primeiro mundial de Free Fire, em abril de 2019, o campeão levou U$ 50 mil (R$ 192 mil) para casa. Além disso, a próxima Free Fire Pro League Brasil dará R$ 14 mil ao campeão.

Recordes de audiência

Na audiência os papéis se invertem. O mundial de Free Fire obteve uma audiência enorme, com pico de 1 milhão e média de 631 mil espectadores, enquanto que as finais da PUBG Mobile Star Challenge tiveram média e picos de 175 mil e 418 mil espectadores, respectivamente. Como efeito de comparação, o Mid-Season Invitational de League of Legends, segundo maior torneio internacional do game, teve média de 521 mil pessoas assistindo. Os números mostram a força dos jogos mobile no competitivo comparados às outras modalidades.

Calendário competitivo

Com a PUBG Mobile Club Open de carro-chefe, o calendário internacional de PUBG Mobile já está definido até 28 de julho, data das finais do campeonato. Até lá ocorrem as seletivas regionais, onde os vencedores se classificam para a etapa mundial. A qualificatória da América do Sul acontecerá em junho, com equipes participantes ainda a serem definidas.

Em Free Fire não é muito diferente. A Pro League começou em maio de forma regional, misturando equipes profissionais e amadoras em um mesmo cenário dividido em três processos. A última fase ocorrerá presencialmente em julho, em São Paulo para a região do Brasil. Os vencedores das Pro Leagues se classificam para o próximo mundial, que ainda não teve data anunciada.

Jogos na América do Sul e Brasil

O Brasil marcou presença em torneios internacionais de ambos os jogos. No Free Fire, as equipes GPS Veteranos e Red Canids representaram o país no mundial, que contava com apenas 12 times no total. O destaque foi para Ariano "Kronos" Ferreira da GPS que, mesmo sem ser campeão, venceu o prêmio de melhor jogador da competição. Já no PUBG Mobile, a equipe da BRK Gaming é o destaque do Brasil, tendo participado da última edição da Mobile Stars Challenge. O Brasil é o quinto país melhor avaliado no cenário do game da Ten

... cent.

O Free Fire é um jogo mais popular no Brasil e na América do Sul. Um dos motivos para isso é o fato de ser um jogo mais leve, que funciona bem em celulares mais simples, diferente de seu concorrente. O mundial de Free Fire também teve mais espectadores no sudoeste asiático e em países como Portugal e Espanha, enquanto que PUBG Mobile se destaca na América do Norte e nos outros países europeus.

Via Esports Charts, Esports Earnings, DotEsports, Liquipedia



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.