Por Fernando Sousa, para o TechTudo

21/06/2019 07h00 Atualizado 2019-06-21T10:00:11.174Z


É comum o notebook ficar lento e travando após um tempo de uso. No entanto, antes de considerar a compra de um novo modelo, é possível tomar algumas medidas para dar uma sobrevida ao aparelho. Vale lembrar que, nesse caso, as ações são mais limitadas quando comparadas ao que pode ser feito com um desktop, já que a maior parte dos componentes dos laptops são integrados a suas placas mãe. Esse componente, por sua vez, não pode ser substituído por um modelo superior, como é possível nos PCs.

A seguir, o TechTudo dá algumas dicas de como resolver travamentos em notebooks para melhorar sua experiência com seu aparelho de um modo simples e mais econômico do que comprar um novo laptop.

Quer comprar um notebook barato? Encontre os melhores preços no Compare TechTudo

1. Fazer backup de arquivos e apagar do computador

Se o seu laptop já tem um tempo de uso considerável, é de se imaginar que o HD esteja com volume limitado. Isso é possível tanto pelo fato de que os HDs maiores eram mais caros anos atrás, como pela utilização do equipamento, o que acaba acarretando em uma memória lotada de arquivos. Uma medida que pode dar um fôlego extra ao seu dispositivo é manter o HD com um espaço livre maior. Isso ajuda o sistema com a chamada memória virtual ou arquivo de paginação, uma espécie de auxiliar da memória RAM do computador quando ela está sendo completamente utilizada.

Liberar cerca de 5 GB ou 10 GB de espaço já pode permitir trabalhar com um arquivo de paginação adequado. Caso você não tenha dispositivos externos para salvar seus dados, alguns serviços de armazenamento em nuvem oferecem espaço gratuito e permitem o backup automático de seus arquivos.

2. Limpar a memória RAM

A memória RAM é um dos componentes que impacta diretamente no desempenho de seu computador. Logo, manter um volume adequado de memória em uso é sempre uma boa maneira de otimizar o desempenho de seu notebook.

Para isso, observe se existem aplicações que são executadas em segundo plano, verifique programas que iniciam junto ao sistema e procure fazer com que apenas o que é realmente importante seja executado. Existem ainda alguns softwares que monitoram o uso de memória RAM e encerram processos que não são essenciais para um bom funcionamento do sistema.

3. Diminuir configurações de imagem

Após o Windows 7, o aspecto do sistema da Microsoft ganhou um padrão que ficou popularmente conhecido como Aero, com um design mais atraente para as barras e janelas do sistema. Em computadores mais modestos, no entanto, abrir mão desses detalhes da interface podem resultar em uma navegação mais fluida pelo sistema.

Uma forma de alterar o modo de exibição do Windows é acessando o Painel de Controle. Em seguida, clique em "Sistema e Segurança" e selecione "Configurações Avançadas do Sistema". Na janela que abrir (Propriedades do sistema), navegue até a aba "Avançado" e clique sobre o botão "Configurações do item desempenho". Agora, é só selecionar "Ajustar para obter melhor desempenho". O Windows vai alterar as animações, barras e designs das janelas para um padrão mais leve.

Já se você tem tido problemas com os gráficos em jogos, executar os games no modo janela em resoluções menores pode fazer com que a

... taxa de quadros seja elevada, o que compromete a qualidade visual dos jogos. Vale fazer esse ajuste.

4. Fazer um upgrade

Apesar de limitar bastante as adições de novos componentes de hardware, existem alguns upgrades que podem fazer com que você tenha uma experiência um pouco melhor com seu notebook. A primeira delas é adicionar mais memória RAM. No entanto, antes de comprar um novo módulo, verifique no manual de laptop se ele tem suporte para esse tipo de upgrade, assim como qual o padrão de RAM que pode ser utilizado, já que notebooks possuem memórias de barramentos específicos em alguns modelos.

Outra adição ou substituição que vai impactar o desempenho de seu sistema é a troca do HD convencional por um SSD. Esses dispositivos possuem uma taxa de gravação e leitura muito superior aos HDs, o que faz com que o boot e abertura de softwares aconteçam mais rapidamente.

5. Usar para funções especificas, menos exigentes

É importante também que você procure entender quais são as limitações das especificações de seu notebook. Um laptop que foi adquirido com Windows XP, por exemplo, tende a não ser capaz de rodar adequadamente os sistemas mais modernos. Ainda assim, um notebook obsoleto pode ser utilizado para funções mais simples, como edição de texto, servidor de impressão e outras atividades que aproveitem o computador de maneira mais moderada.

6. Formatar

Os sistemas operacionais vão acumulando diversos arquivos e programas que comprometem seu desempenho com o passar do tempo. Por isso, formatar seu computador pode resultar em um alívio para a plataforma. Os Windows 8, 8.1 e 10 contam com uma ferramenta nativa que realiza uma restauração do sistema para um padrão limpo, que tende a trazer melhores resultados.

Outra opção que pode trazer algum ganho é migrar de um Windows defasado para uma distribuição Linux. Existem diversas opções gratuitas que oferecem uma boa gama de recursos sem exigir demais de hardwares mais modestos.

Vale ressaltar que se o seu notebook for muito antigo, ou mesmo com especificações limitadas, o ganho ao adotar uma das medidas apresentadas pode ser mínimo. Nesse caso, considerar a compra de um novo equipamento pode ser a melhor forma de ter uma experiência satisfatória com o computador.

Qual é o melhor notebook para comprar? Comente no Fórum do TechTudo



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.