A Nvidia montou uma atração com realidade virtual em seu estande na Brasil Game Show 2015. Com o mais recente modelo do Oculus Rift e um computador potente e equipado com a placa de vídeo GTX Titan X , a demonstração gerou uma enorme fila de espera, que supera até mesmo cinco horas para quem quer experimentar a novidade.

Oculus Rift ou Morpheus: qual é o melhor óculos de realidade virtual?

Exploração espacial em meio a realidade virtual

Eve Valkyrie é um game que faz parte da famosa série Eve, de RPGs online, mas com foco na exploração espacial e controle de naves. A demonstração presente na feira começa dentro do hangar de uma nova de batalha, onde controlamos um caça menor e pronto para decolar. A ambientação é impressionante já ali, por conta de todo o clima futurista e o que podemos ver ao redor, movimentando a cabeça já com o Oculus Rift equipado.

Gme de realidade virtual na BGS 2015 (Foto: Felipe Vinha / TechTudo)

Momentos depois, o caça decola para o espaço e acompanhamos um esquadrão de naves iguais às nossas, com a missão de derrotar a frota inimiga que se aproxima. Os controles são simples e usam um joystick normal de Xbox One. Há um botão para acelerar e outro para frear. A todo o momento a nave anda para a frente sozinha, então é precisa saber manobrar nos analógicos.

Logo os mísseis e torpedos começam a voar pelo espaço e uma batalha de grandes proporções se inicia, lembrando um pouco o conflitos que vimos em filmes e séries como Star Wars e Battlestar Galactica. A ideia é que, com a realidade virtual, o jogador praticamente esqueça o que está ao seu redor, totalmente imerso dentro da aventura espacial.

Oculus Rift + PC potente é a fórmula perfeita

O teste nos permitiu entender melhor o que faz a realidade virtual destes visores lançados por empresas funcionar bem: um computador potente. Não adianta ter um Oculus Rift se o computador vai rodar o game com uma taxa de quadros por segundo bem baixa. A experiência será prejudicada por conta da velocidade de processamento.

Óculos de realidade virtual na BGS 2015 provoca filas de até 5 horas (Foto: Felipe Vinha / TechTudo)

Claro que boa parte do mérito fica por

... conta do novo Oculus Rift, que está realmente caprichado e, principalmente, mais compacto na cabeça do usuário. Mesmo para quem usa óculos, como foi o caso em nosso teste, o equipamento não incomoda, já que é possível encaixar o acessório dentro do Rift antes de colocá-lo.

A fila de cinco horas pode ser justificada pela experiência impressionante de jogar Eve Valkyrie com o Oculus Rift. Trata-se de uma das experiências mais divertidas da BGS 2015, ainda que seja um pouco curta – pouco menos de 10 minutos.

Qual a sua opinião sobre o Oculus Rift? <b>Opine no Fórum do TechTudo.</b>



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.