No segundo ano de vida do PS4, o console recebeu grandes títulos exclusivos e multiplataforma, ampliando consideravelmente sua biblioteca de jogos. Entre os títulos estão The Witcher 3: Wild Hunt, Bloodborne e Fallout 4. Confira a lista com os 10 grandes games de 2015 para o PS4.

Melhores jogos do ano: The Witcher, Bloodborne e Fallout são destaques

The Witcher 3

Seria injusto começar a lista de melhores jogos do PS4 sem destacar The Witcher 3: Wild Hunt, o ambicioso RPG de ação da desenvolvedora polonesa CD Project Red. O terceiro jogo protagonizado pelo bruxo Geralt de Rívia, baseado nas obras escritas por Andrzej Sapkowski, trouxe um dos maiores e mais detalhados mapas já lançados na história dos games.

The Witcher 3: Wild Hunt surpreendeu com narrativa envolvente. (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)

The Witcher 3 surpreendeu com narrativa envolvente, missões paralelas ricas em conteúdo, personagens marcantes e um sistema de combate dinâmico e aperfeiçoado em relação ao seu predecessor. No aspecto visual, o game pode ser considerado um dos RPGs mais belos, com grande variedade de cenários e inimigos. Wild Hunt foi eleito o melhor do ano pelo The Game Awards 2015, o “Oscar dos games”.

Bloodborne

Bloodborne é o melhor game exclusivo do PS4 até o momento. Criado pelo estúdio japonês From Software e idealizado por Hidetaka Miyazaki  – responsável por Demon’s Souls e Dark Souls  –, Bloodborne conseguiu incrementar a jogabilidade da série Dark Souls para oferecer uma experiência mais acessível a todos.

É realmente difícil encontrar defeitos no exclusivo de PS4. A história é misteriosa o bastante para fazer qualquer jogador revisitá-la e, além disso, a ambientação gótica  – uma versão macabra da Era Vitoriana  – é de encher os olhos, fazendo bom uso do hardware do console mais recente da Sony.

Bloodborne é o melhor game exclusivo do PS4 até o momento. (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)

Embora seja um game mais fácil de entender, Bloodborne tem como principal característica o elevado nível de dificuldade. Caso você goste de jogos punitivos e desafiadores, essa é a melhor opção do gênero em 2015.

Fallout 4

Depois da Bethesda ter construído um hype gigantesco para Fallout 4, o jogo de mundo aberto em primeira ou terceira pessoa finalmente foi lançado no início de novembro. Com um mundo pós-apocalíptico, Fallout 4 não reinventou a franquia, mas trouxe exatamente o que os fãs queriam: horas de conteúdo – mais de 400 horas.

As mecânicas de tiro foram nitidamente melhoradas, porém o sistema V.A.T.S, uma das marcas registradas da franquia, felizmente permaneceu. Fallout 4 também apresentou uma bela terra devastada situada no século 23, com construções para serem exploradas e milhares de inimigos radioativos espalhados pela Boston pós-apocalíptica.

Fallout 4 possui milhares de construções par
... a serem exploradas. (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)

Metal Gear Solid V: The Phantom Pain

Marcado como o ultimo trabalho de Hideo Kojima à frente da franquia Metal Gear, The Phantom Pain explicou as brechas pouco esclarecidas sobre a trama de Big Boss. Com uma das melhores e mais fascinantes introduções dos videogames, o título entrou para a história sendo o primeiro jogo de mundo aberto da franquia (e primeiro do gênero stealth também).

Recheado de conteúdo e acontecimentos que envolvem intrigas geopolíticas, The Phantom Pain tem jogabilidade furtiva e mecânicas de tiro em terceira pessoa mais precisas. Além de cativar o jogador com uma história memorável em tom de despedida, Kojima entregou um mapa do Afeganistão incrivelmente belo e repleto de possibilidades de ação.

Metal Gear Solid V é o primeiro jogo de mundo aberto da franquia. (Foto: Reprodução/Thiago Barros)

Until Dawn

Until Dawn é aquele típico filme de terror adolescente: oito jovens protagonizam uma história contada em moldes hollywoodianos envolvendo um assassino psicopata à solta em um chalé isolado da civilização. Seguindo uma fórmula baseada em exploração e nas decisões dos personagens, o título exclusivo do PS4 é clichê, enigmático e tem vários caminhos e finais a serem percorridos.

O elenco de Until Dawn conta com atores reais e, por isso, o trabalho de captura de movimentos está impecável. Visualmente falando, Until Dawn é um dos games mais belos do PS4, com destaque para as expressões que esbanjam realismo.

Until Dawn tem captura de movimentos de atores reais. (Foto: Divulgação/Sony)

Rocket League

Inicialmente disponível de graça aos assinantes do serviço PlayStation Plus, Rocket League comprovou que ideias inusitadas podem dar certo no universo dos games. Afinal, trata-se de um jogo no qual os usuários controlam potentes veículos em partidas de futebol. Ele funciona tanto online como no modo para um único jogador.

Rocket League merece estar na lista dos melhores jogos de PlayStation 4 de 2015, pois não é sempre que a premissa “futebol de carros” funciona tão bem. Diversão é a palavra que resume o futebol acrobático de Rocket League.

Rocket League (Foto: Divulgação/Psyonix)

Mortal Kombat X

O mais recente capítulo da franquia de luta - sequência direta do reboot Mortal Kombat -detalha os acontecimentos de Mortal Kombat 4 e ressuscita a fórmula de movimentos precisos que consagrou a série, atualmente produzida pela NetherRealm Studios.

O décimo episódio traz um visual incrível, digno de nova geração, que inclui cenários detalhados e fatalities brutais com muito sangue jorrando na tela. Em 2015, não houve nenhum outro jogo de luta capaz de superar a qualidade gráfica e a jogabilidade enraizada no 2D de Mortal Kombat X.

O décimo episódio de Mortal Kombat X traz visual incrível. (Foto: Divulgação/Warner)

Batman: Arkham Knight

Deixando de lado a versão mal otimizada para PC, Batman: Arkham Knight cumpriu o que prometeu no console da Sony. O terceiro e último episódio da trilogia da Rocksteady multiplicou consideravelmente o universo de Arkham City e implementou o Batmóvel como veículo jogável.

Mas o Batmóvel não foi um simples acessório para facilitar a locomoção do homem-morcego. O veículo tornou-se uma verdadeira máquina de guerra, com metralhadoras e mísseis, sendo imprescindível em determinados confrontos e puzzles. Recheado de vilões, belos gráficos e história interessante, Arkham Knight é o maior e melhor jogo baseado no super-herói.

Batman: Arkham Knight (Foto: Divulgação/Warner)

Dying Light

Digamos que Dying Light é o Dead Island que deu certo. Lançado no início deste ano apenas para as plataformas da oitava geração, o game de zumbis em mundo aberto desenvolvido pela Techland tem como principal atrativo a movimentação de parkour, que possibilita ao protagonista alcançar qualquer plataforma vertical da cidade de Harran.

Trata-se de um jogo de zumbi em primeira pessoa com foco em exploração e sobrevivência. Ainda que o mapa de Dying Light não seja dos maiores, a ambientação é caprichada e foi minuciosamente projetada para deixar a verticalidade mais dinâmica.

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

É válido ressaltar que o game muda completamente no período noturno: os zumbis ficam muito mais agressivos e surgem em maior número. Dying Light foi um dos jogos mais divertidos lançados para PlayStation 4 em 2015.

Dying Light foi um dos jogos mais divertidos lançados para PS4. (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)

Call of Duty: Black Ops 3

Desenvolvido pela Treyarch, o título dá continuidade à série Black Ops trazendo uma campanha cooperativa para até quatro jogadores, um modo coop zumbi viciante e o multiplayer competitivo garante horas de jogatina.

Embora o início de Call of Duty: Black Ops 3 tenha sido um tanto conturbado devido a sérios problemas de instabilidade nos servidores nacionais, a qualidade do game é inquestionável. Possui três robustos modos de jogo para todos os gostos e mecânicas de tiro que retornaram às raízes da franquia, deixando de lado a frenética movimentação de Advanced Warfare.

Call of Duty: Black Ops 3 (Foto: Divulgação/Activision)

É claro que o ano do PS4 não se resume apenas aos 10 títulos listados acima. Os jogos que também conseguiram se destacar em meio aos principais lançamentos merecem ser agraciados com menções honrosas, como o simulador de corridas Project CARS, a coletânea remasterizada Uncharted: The Nathan Drake Collection, o surpreendente Life is Strange e Assassin’s Creed: Syndicate.

O que você está achando de The Witcher 3? Comente no Fórum do TechTudo. 



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.