O Windows Defender é a solução antivírus embutida para o sistema Windows da Microsoft. Ele não é a melhor opção de antivírus, mas pode ser uma boa escolha para usuários mais moderados. A ferramenta não vem configurada para procurar e proteger o sistema contra quaisquer aplicativos potencialmente indesejados, mas é possível ativar essa função manualmente.

Como configurar o Windows Defender para criar um ponto de restauração

Assim, se você estiver usando o Windows Defender como sua solução antivírus padrão e quer que ele proteja seu sistema de quaisquer aplicativos potencialmente indesejados, como adware empacotado, spyware, e outros, veja como fazer isso neste tutorial.

Windows Defender (Foto: Divulgação/Microsoft)

Para ativar o Windows Defender para escanear e proteger o sistema contra programas potencialmente indesejáveis, você precisa adicionar algumas entrada no Registro do Windows. Tal procedimento deve ser realizado com extrema cautela pois se trata de um recurso que afeta o funcionamento geral do software. Para conseguir isso, faça o seguinte:

Passo 1. Clique na caixa de busca do Windows 10 e digite “regedit” para aparecer a opção do Editor do Registro. A seguir, clique com botão direito sobre ele e selecione a opção “Executar como administrador”. Em seguida, autorize a execução do programa;

Executando o Regedit como administrador (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)

Passo 2. Antes de fazer o procedimento abaixo, lembre-se de fazer um backup do registro do Windows, o que pode ser feito no Editor de Registro clicando no menu “Arquivo” e escolhendo a opção “Exportar…”;

Fazendo um backup do registro do Windows (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)

Passo 3. Com o Editor do Registro aberto, navegue até a chave HKEY_LOCAL_MACHINE\Software\Policies\Microsoft\Windows Defender;

Acessando a chave HKEY_LOCAL_MACHINE\Software\Policies\Microsoft\Windows Defender (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)

Passo 4. Clique sobre a chave “Windows Defender” com o botão direito do mouse. No menu exibido, clique na opção “Novo” e depois em “Chave;

Criando uma nova chave dentro da chave Windows Defender (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)

Passo 5. A chave será criada e aparecerá no modo de edição (se não ficar, clique nela e pressione a tecla F2). Nomeie a chave para “MpEngine”

... (sem as aspas) e tecle enter para confirmar;
Nomeando a chave criada (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)

Passo 6. Clique na chave “MpEngine”. Depois clique com o botão direito do mouse sobre uma área vazia do quadro direito da janela do Registro. No menu que aparece, clique na opção “Novo” e depois em “Valor DWORD (32 bits);

Criando um novo valor dentro da chave criada (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)

Passo 7. O valor será criado e entrará no modo de edição (se não ficar, clique nele e pressione a tecla F2). Nomeie o valor para “MpEnablePlus” (sem as aspas) e tecle enter para confirmar;

Nomeando o valor criado (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)

Passo 8. Finalmente, dê um clique duplo no valor criado. Na tela que aparece, mudo o campo “Dados do valor” para “1″ (novamente, sem as aspas) e clique no botão “OK” para confirmar a mudança;

Configurando o valor criado (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)

Passo 9. Feche o Editor do Registro e reinicie o PC. Depois que o sistema iniciar o recurso já estará ativo. Deste ponto em diante, o Windows Defender o protegerá de todos os programas potencialmente indesejados.

Adicionando uma exceção

Agora que a proteção está ativa , se quiser evitar que determinados  arquivos e pastas sejam escaneados pelo Windows Defender, você precisa excluí-los manualmente. Para isso, faça o seguinte:

Passo 1. Abra o painel de configurações do Windows 10, clicando no ícone de Notificações na barra de tarefas e depois e depois na opção “Todas as configurações”;

Acessando a opção "Todas as configurações" (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)

Passo 2. Na janela “Configurações”, clique no item “Atualização e segurança”;

Acessando a opção "Atualização e segurança" (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)

Passo 3. Em “Atualização e segurança”, clique na opção “Windows Defender” e depois em “Adicionar uma exclusão” ;

Clicando na opção "Adicionar uma exclusão" (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)

Passo 4. Você será levado para  a janela “Adicionar uma exclusão”, onde poderá cria uma exclusão para um arquivo, pasta ou tipo de arquivo. Escolha sua opção, e na janela que aparece, informe a localização do item a ser excluído e depois confirme.  Repita o processo em todos o arquivos, pastas ou tipos de arquivo que você precisar.

Adicionando uma exclusão (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)

Pronto! Com todas essas modificações e a criação das devidas exclusões, seu sistema estará mais protegido e você poderá trabalhar mais tranquilo.

Qual é o melhor antivírus grátis? Comente no Fórum do TechTudo.

 



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.