Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

O Moto G5 e o Quantum MUV UP são celulares rivais no segmento de smartphones intermediários, com faixa de preço entre R$ 900 e R$ 1 mil. Lançado em março de 2017, o telefone da Motorola destaca-se por oferecer Android puro e processador octa-core. Além disso, a quinta geração da linha Moto G é uma das mais populares entre os brasileiros que buscam por celulares com preço acessível.

Já o Quantum MUV UP, um smartphone fabricado no Brasil, foi lançado em abril deste ano. O telefone roda Android 7, tem tela grande e promete um desempenho fluido com seus 3 GB de memória RAM. Quer saber qual celular leva a melhor nessa batalha? Então, veja a análise feita pelo TechTudo.

Review do Moto G5

Review do Moto G5

A faixa de preço que vai até R$ 1 mil representa a maioria dos smartphones vendidos no Brasil – 72,2%, segundo dados de 2016. A informação, presente em um estudo da consultoria Kantar, foi divulgada com exclusividade pelo TechTudo.

Tela e design

O Moto G5 tem display de 5 polegadas com resolução Full HD (1920 x 1080 pixels). O smartphone conta com a tecnologia IPS LCD, que oferece cores mais fiéis, aumenta o ângulo de visão e evita imagens tremidas, principalmente cenas com movimento.

Já o Quantum MUV UP deve agradar a quem prefere telas maiores para assistir a filmes e séries pelo celular. O modelo traz um display de 5,5 polegadas, também com a tecnologia IPS do Moto G. No entanto, a fabricante pecou por não investir na resolução do monitor, que é HD (1280 x 720 pixels).

Dessa forma, o G5 tende a oferecer imagens mais detalhadas, já que concentra uma quantidade muito maior de pixels em dimensões menores, comparado ao celular da Quantum.

Quantum MUV UP tem uma tela HD de 5,5 polegadas  (Foto: Ana Marques/TechTudo)Quantum MUV UP tem uma tela HD de 5,5 polegadas  (Foto: Ana Marques/TechTudo)

Quantum MUV UP tem uma tela HD de 5,5 polegadas (Foto: Ana Marques/TechTudo)

Quanto ao design, ambos os modelos apostam em materiais que proporcionam um visual sofisticado: o metal e o vidro. No caso do Quantum MUV UP, há o uso do vidro 2.5D, que confere bordas arredondadas, na parte frental. A traseira é composta por um material texturizado que mostrou-se suscetível a arranhões em nossos testes. Já o Moto G5 é feito totalmente em alumínio, mas não agrada por sua espessura: são 9,5 mm, contra 8,9 mm do Quantum.

Em relação à segurança, o Moto G5 tem um leitor de impressões digitais na parte frontal, e o MUV UP na parte traseira. Dessa forma, os dois aparelhos podem ser desbloqueados com as digitais do usuário, sem a necessidade de senhas complexas. Embora a biometria localizada na traseira do smartphone seja uma tendência, parcela dos consumidores vai preferir o leitor de digitais no próprio botão Home, na face do dispositivo, como é o caso do Moto G5.

Moto G5 traz display de 5 polegadas (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)Moto G5 traz display de 5 polegadas (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)

Moto G5 traz display de 5 polegadas (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)

Câmera

As câmeras principais dos smartphones se parecem em alguns detalhes na ficha técnica: ambas têm sensor de 13 megapixels, filmam vídeos em Full HD (1080p), e têm foco automático. Mas, enquanto o Moto G5 tem flash LED, o MUV UP tem flash Dual Tone.

Na prática, o Moto G5 entregou boas imagens e vídeos, e a estabilização foi um ponto elogiado no review feito pelo TechTudo. Já os testes com o celular da Quantum revelaram que a câmera peca nesse quesito, entregando imagens tremidas em quando as condições de luz não são minimamente próximas às ideais.

Quantum MUV UP entrega imagens tremidas quando tiradas em ambientes sem luz ideal (Foto: Ana Marques/TechTudo)Quantum MUV UP entrega imagens tremidas quando tiradas em ambientes sem luz ideal (Foto: Ana Marques/TechTudo)

Quantum MUV UP entrega imagens tremidas quando tiradas em ambientes sem luz ideal (Foto: Ana Marques/TechTudo)

Uma grande diferença entre os dispositivos está nas câmera frontais, que não se parecem nem na ficha técnica. O G5 entrega imagens de 5MP, e o MUV UP permanece com seus 13 MP para selfies. Os dois celulares têm a abertura frontal de f/2.2, mas enquanto o Quantum traz flash LED, o Moto G5 conta com Virtual Flash, que acende a tela para ajudar na iluminação.

Desempenho

O Moto G5 vem com o processador octa-core de 1,4 GHz (Snapdragon 430) e memória RAM de 2 GB. Essas são, teoricamente, especificações limite para um bom desempenho do sistema Android em tarefas do dia a dia, como o uso de aplicativos de redes sociais, navegação na web e uso da câmera. Nesse quesito, o celular se saiu bem em nossos testes, com a ressalva de que pode não ter uma boa performance para jogos e ao abrir vários apps ao mesmo tempo.

Moto G5 teve bom desempenho em nossos testes (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)Moto G5 teve bom desempenho em nossos testes (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)

Moto G5 teve bom desempenho em nossos testes (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)

Enquanto isso, o Quantum MUV UP tem processador octa-core de 1,3 GHz (MediaTek MT6753) e memória RAM de 3 GB. Configurações que deveriam ser suficientes para rodar o sistema Android sem problemas. No entanto, o aparelho deixou a desejar em desempenho quando usado por mais de um mês. Alguns apps insistiam em fechar e, além disso, o celular reiniciou sozinho seis vezes em um período de 30 dias.

Recentemente, a Quantum liberou uma atualização de estabilidade para o sistema que parece ter corrigido a causa do desligamento repentino. Mesmo assim, aplicativos como Instagram e Facebook ainda apresentaram travamentos, principalmente ao gravar vídeos.

Quantum MUV UP tem 32 GB de espaço interno para guardar fotos, vídeos, apps e outros arquivos (Foto: Ana Marques/TechTudo)Quantum MUV UP tem 32 GB de espaço interno para guardar fotos, vídeos, apps e outros arquivos (Foto: Ana Marques/TechTudo)

Quantum MUV UP tem 32 GB de espaço interno para guardar fotos, vídeos, apps e outros arquivos (Foto: Ana Marques/TechTudo)

Quanto ao armazenamento, tanto o Moto G quanto o MUV UP oferecem 32 GB internos para guardar seus arquivos, com a possibilidade de expansão em até 128 GB via cartão microSD.

Bateria

O Moto G5 tem capacidade para até 2.800 mAh, com suporte ao sistema de recarga rápida. A descarga média do aparelho varia de 10 a 11% por hora de execução, o que deve fazer com que o G5 consiga chegar ao fim do dia com alguma bateria restante. Já o MUV UP tem capacidade para até 3.000 mAh, que se mostrou o suficiente para um dia de trabalho em nossos testes.

Bateria do Moto G5 pode durar o dia inteiro (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)Bateria do Moto G5 pode durar o dia inteiro (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)

Bateria do Moto G5 pode durar o dia inteiro (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)

Versão do Android

Os dois smartphones saem de fábrica com o Android 7, versão mais recente do sistema operacional do Google para celulares. No Moto G5, a interface traz poucas modificações em relação ao software original. Já no Quantum MUV UP alguns ícones foram remodelados, mas, no geral, há o mesmo visual padrão do Android.

Como são ceulares lançados em 2017, a probabilidade de que ambos recebam a próxima versão do sistema, o Android 8, que tem foco em otimização da bateria, é grande.

Preço e custo-benefício

O Moto G5 tem preço sugerido de R$ 999, mas pode ser encontrado por R$ 850 em lojas online. O Quantum MUV UP também foi anunciado por R$ 999, mas teve uma queda maior de preço no mercado nacional, sendo vendido por cerca de R$ 790.

Em linhas gerais, o G5 deve ser mais indicado para usuários que não desejam ter surpresas desagradáveis com o travamento de programas usados no dia a dia. No entanto, se você não abre mão de um smartphone visualmente bonito e não é tão ativo no uso de apps, pode encontrar no Quantum MUV UP uma boa opção por um preço relativamente baixo.

Caso ainda não esteja decidido, confira outros smartphones na mesma faixa de preço, como o Zenfone 3 Max, o LG K10 2017 e o Galaxy J5 Metal.

Ficha Técnica do Moto G5 (Motorola)

  • Sistema Operacional: Android 7.0 Nougat
  • Tela: 5 polegadas (Full HD)
  • Dimensões: 144,3 x 73 x 9,5 mm
  • Peso: 144,5 gramas
  • Processador: Snpadragon 430 octa-core de 1,4 GHz
  • Memória RAM: 2 GB
  • Armazenamento: 32 GB, expansível com microSD de até 128 GB
  • Câmeras: 13 MP e 5 MP
  • Bateria: 2.800 mAh

Ficha técnica do Quantum MUV UP

  • Sistema Operacional: Android 7.0 Nougat
  • Tela: 5,5 polegadas (HD)
  • Dimensões: 153,3 x 76,9 x 8,9 mm
  • Peso: 149 gramas
  • Processador: MediaTek MT6753 octa-core de 1,3 GHz
  • Memória RAM: 3 GB
  • Armazenamento: 32 GB, expansível com microSD em até 128 GB
  • Câmeras: 13 MP e 13 MP
  • Bateria: 3.000 mAh

Vale a pena comprar um celular da Quantum? Usuários opinam no Fórum do TechTudo.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.