Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.
email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

Harry Potter é a série de livros da autora inglesa J.K Rowling que se tornou um verdadeiro fenômeno entre jovens e adultos com suas sete edições e oito filmes - sem contar a franquia Animais Fantásticos e Onde Habitam. Além das populares películas, a saga também rendeu jogos para diversas plataformas, que abordam o universo do bruxo de diversas maneiras. O mais novo é Wizards Unite, um game em desenvolvimento da Niantic, produtora de Pokémon GO, com a Warner Bros. Interactive, responsável pela produção dos longas-metragens. Saudades dos títulos inspirados em Harry Potter? Relembre os mais importantes da série.

Série principal

Lançado na onda do primeiro filme, Harry Potter and the Philosopher's Stone chegou em 2001 com versões para PlayStation 2, Xbox, GameCube, PC, PlayStation, Game Boy Color e Game Boy Advance. Com um estilo bastante infantil, o título é um tanto básico, apostando em jogabilidade simplificada e estilo caricato para agradar jogadores mais novos.

Relembre os jogos de Harry Potter: Harry Potter and The Philosopher's Stone é bem caricato  (Foto: Divulgação/Eletronic Arts)Relembre os jogos de Harry Potter: Harry Potter and The Philosopher's Stone é bem caricato  (Foto: Divulgação/Eletronic Arts)

Relembre os jogos de Harry Potter: Harry Potter and The Philosopher's Stone é bem caricato (Foto: Divulgação/Eletronic Arts)

Harry Potter and the Chamber of Secrets e Prisioner of Azkaban, inspirados no segundo e terceiro longas da franquia, respectivamente, seguem o mesmo estilo do primeiro jogo, sem muitas novidades. As versões para portáteis também continuaram similares, com visão superior e foco em quebra-cabeças simples e divertidos.

Harry Potter The Chamber of Secrets e Prisioner of Azkaban seguem o estilo do primeiro título (Foto: Arte/Murilo Molina)Harry Potter The Chamber of Secrets e Prisioner of Azkaban seguem o estilo do primeiro título (Foto: Arte/Murilo Molina)

Harry Potter The Chamber of Secrets e Prisioner of Azkaban seguem o estilo do primeiro título (Foto: Arte/Murilo Molina)

A primeira grande mudança chegou em Harry Potter and the Goblet of Fire, lançado em 2005. Com uma temática mais adulta e sombria, o game permite que os usuários usem Harry, Rony e Hermione, que podem se revezar para realizar tarefas ou mesmo serem controlados simultaneamente. Os gráficos também ficaram mais bonitos, além do consideravel aumento no nível de desafio.

Game inspirado on quarto Harry Potter aposta em jogabilidade cooperativa (Foto: Divulgação/Eletronic Arts)Game inspirado on quarto Harry Potter aposta em jogabilidade cooperativa (Foto: Divulgação/Eletronic Arts)

Game inspirado on quarto Harry Potter aposta em jogabilidade cooperativa (Foto: Divulgação/Eletronic Arts)

A série seguiu evoluindo com a chegada de Harry Potter and the Order of the Phoenix, que teve versões para PlayStation 3, Xbox 360, Nintendo Wii e PC, além de PS2, PSP, DS e Game Boy Advance. A grande novidade foi uma recriação completa do castelo de Hogwarts e suas dependências, que podem ser explorados livremente pelos jogadores, com direito a missões secundárias e muitos segredos.

Game de Harry Potter e a Ordem da Fênix tem mapa aberto (Foto: Divulgação/Eletronic Arts)Game de Harry Potter e a Ordem da Fênix tem mapa aberto (Foto: Divulgação/Eletronic Arts)

Game de Harry Potter e a Ordem da Fênix tem mapa aberto (Foto: Divulgação/Eletronic Arts)

Com gráficos ainda mais avançados, Harry Potter and the Half-Blood Prince chegou em 2009 e apostou em controles com movimentos para realizar feitiços. O acesso a Hogwarts também seguiu como um dos destaques do jogo, assim como a fiel representação dos atores dos filmes, mais caprichados e reais do que nunca.

Sexto game de Harry Potter tem controles de movimento  (Foto: Divulgação/Eletronic Arts)Sexto game de Harry Potter tem controles de movimento  (Foto: Divulgação/Eletronic Arts)

Sexto game de Harry Potter tem controles de movimento (Foto: Divulgação/Eletronic Arts)

Harry Potter and the Deathly Hallows: Part 1 e Part 2 fecharam a série principal de títulos, lançados em 2010 e 2011, respectivamente, junto aos filmes no cinema. Os jogos rumaram para um estilo diferente, mais linear, e chegaram a ser comparados com Gears of War graças à mecânica de cobertura e disparo de magias, que dão tom à maior parte da campanha.

Sétimo livro de Harry Potter foi dividido em dois games, como os filmes (Foto: Divulgação/Eletronic Arts)Sétimo livro de Harry Potter foi dividido em dois games, como os filmes (Foto: Divulgação/Eletronic Arts)

Sétimo livro de Harry Potter foi dividido em dois games, como os filmes (Foto: Divulgação/Eletronic Arts)

LEGO Harry Potter

Outra aparição de sucesso do universo de J.K Rowling no mundo dos games foi a série LEGO Harry Potter, desenvolvida pela Traveler's Tales (TT). No total foram dois jogos, que cobriram completamente o enredo dos livros, combinando os momentos mais marcantes da franquia aos puzzles e bom humor característicos dos títulos LEGO.

Harry Potter é um dos grandes nomes da série de jogos LEGO (Foto: Divulgação/Warner Bros)Harry Potter é um dos grandes nomes da série de jogos LEGO (Foto: Divulgação/Warner Bros)

Harry Potter é um dos grandes nomes da série de jogos LEGO (Foto: Divulgação/Warner Bros)

LEGO Harry Potter: Years 1-4 foi lançado em 2010, enquanto a segunda versão, Years 5-7, chegou em 2011, para Xbox 360, PlayStation 3, Nintendo Wii, PSP, PS Vita, DS, 3DS e PC. Uma coletânea com os dois jogos foi lançada posteriormente para o PlayStation 4.

Harry Potter: Quidditch World Cup

Um dos jogos mais obscuros da série Harry Potter é Quidditch World Cup, lançado em 2003 para PlayStation 2, GameCube, Xbox, PC e Game Boy Advance. Como o nome sugere, o título simula o Quadribol, esporte fictício visto na franquia.

Jogo de quadribol é um dos mais obscuros da série Harry Potter (Foto: Divulgação/Eletronic Arts)Jogo de quadribol é um dos mais obscuros da série Harry Potter (Foto: Divulgação/Eletronic Arts)

Jogo de quadribol é um dos mais obscuros da série Harry Potter (Foto: Divulgação/Eletronic Arts)

Com regras similares às vistas nos filmes e livros, o jogo contava com bons gráficos para a sua época de lançamento, com direito a seleções internacionais, além dos times de cada uma das quatro casas de Hogwarts - Grifinória, Sonserina, Corvinal e Lufa-Lufa - e seus principais alunos, como Harry e Draco Malfoy.

Harry Potter for Kinect

Outra opção no mínimo curiosa para os fãs do bruxo é Harry Potter for Kinect, game exclusivo para Xbox 360 que faz uso do sensor de movimentos para simular os gestos dos personagens e conjurar as famosas magias da série.

Jogo para 360 usa sensor Kinect para imitar magias de Harry Potter (Foto: Divulgação/Warner Bros)Jogo para 360 usa sensor Kinect para imitar magias de Harry Potter (Foto: Divulgação/Warner Bros)

Jogo para 360 usa sensor Kinect para imitar magias de Harry Potter (Foto: Divulgação/Warner Bros)

Apesar dos gráficos de qualidade e algumas boas ideias, como preparo de poções e feitiços, o game sofre com a falta de precisão do Kinect e só deve mesmo ser uma opção viável para fanáticos pelo universo de Harry Potter.

Harry Potter: Wizards Unite

Anunciado pela Niantic, responsável pelo fenômeno mundial Pokémon GO, Harry Potter: Wizards Unite combinará elementos de realidade aumentada e gráficos 3D para criar uma experiência divertida para os fãs do bruxo. Não foram divulgadas muitas informações sobre o título, que será para smartphones, mas há a promessa de novidades em 2018. Segundo a produtora, os jogadores poderão batalhar contra criaturas poderosas usando as magias mais famosas da série.

Jogo de Harry Potter nos mesmos moldes de Pokémon Go se chama Wizards Unite (Foto: Divulgação/Niantic)Jogo de Harry Potter nos mesmos moldes de Pokémon Go se chama Wizards Unite (Foto: Divulgação/Niantic)

Jogo de Harry Potter nos mesmos moldes de Pokémon Go se chama Wizards Unite (Foto: Divulgação/Niantic)

Como ativar a realidade aumentada no Pokémon Go? Comente no Fórum do TechTudo!

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.