Black Shark é o novo smartphone da Xiaomi destinado a gamers. Usando Snapdragon 845 e sistema de refrigeração líquida para o processador, o celular da marca chinesa desfila uma série de especificações técnicas de ponta para não decepcionar na hora de encarar qualquer game para Android. Por enquanto exclusivo do mercado chinês, o Black Shark chega por lá em duas versões diferentes partindo de US$ 477, para a versão de entrada (R$ 1.625 em conversão direta), e US$ 557 (R$ 1.896) para a unidade com mais memória RAM e espaço.

Celular tem design ousado e combinação de cores que lembra o smartphone gamer da Razer (Foto: Divulgação/Xiaomi)

Celular tem design ousado e combinação de cores que lembra o smartphone gamer da Razer (Foto: Divulgação/Xiaomi)

A tela do Black Shark tem 6 polegadas e resolução de 2160 x 1080 pixels (Full HD+) em virtude do aspecto de tela em 18:9. O processador, como informado anteriormente, é o Snapdragon 845, rodando a 2.8 GHz em configuração de máximo desempenho, ou em 1.8 GHz para economizar energia.

Sensível para os gamers é a GPU que vem embarcada no processador. A Adreno 630 é capaz de reproduzir imagens com HDR, tem recursos para realidade virtual e, nas contas da Qualcomm, tem desempenho 25% superior ao que é possível na geração anterior dos processadores gráficos Adreno, que acompanham as CPUs Snapdragon.

A Xiaomi equipou o aparelho com 6 GB ou 8 GB de memória RAM, algo que o coloca em pé de igualdade com os principais lançamentos do mercado na atualidade. Na capacidade de armazenamento, as opções são 64 GB e 128 GB.

... div class="content-media__image-centered">
Acessório oficial traz joystick para o smartphone por mais US$ 29 (R$ 98) (Foto: Divulgação/Xiaomi)

Acessório oficial traz joystick para o smartphone por mais US$ 29 (R$ 98) (Foto: Divulgação/Xiaomi)

Com relação às câmeras, o novo Xiaomi tem sensor frontal de 20 megapixels, para selfies cheias de detalhes, e solução de câmera dupla no painel traseiro, combinando lentes de 12 e 20 megapixels. Por fim, a bateria é de 4.000 mAh, algo que acena com uma boa autonomia para quem pretende fazer sessões prolongadas de jogo com o aparelho. Há, ainda, compatibilidade com a terceira geração do Quick Charge, tecnologia da Qualcomm para acelerar a recarga.

Disponíveis em preto e cinza, ainda não há informações sobre um eventual lançamento do telefone fora do mercado chinês.

Via Globenewswire, Phonearena



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.