Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.
email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

Black Shark é o novo smartphone da Xiaomi destinado a gamers. Usando Snapdragon 845 e sistema de refrigeração líquida para o processador, o celular da marca chinesa desfila uma série de especificações técnicas de ponta para não decepcionar na hora de encarar qualquer game para Android. Por enquanto exclusivo do mercado chinês, o Black Shark chega por lá em duas versões diferentes partindo de US$ 477, para a versão de entrada (R$ 1.625 em conversão direta), e US$ 557 (R$ 1.896) para a unidade com mais memória RAM e espaço.

Celular tem design ousado e combinação de cores que lembra o smartphone gamer da Razer (Foto: Divulgação/Xiaomi)Celular tem design ousado e combinação de cores que lembra o smartphone gamer da Razer (Foto: Divulgação/Xiaomi)

Celular tem design ousado e combinação de cores que lembra o smartphone gamer da Razer (Foto: Divulgação/Xiaomi)

A tela do Black Shark tem 6 polegadas e resolução de 2160 x 1080 pixels (Full HD+) em virtude do aspecto de tela em 18:9. O processador, como informado anteriormente, é o Snapdragon 845, rodando a 2.8 GHz em configuração de máximo desempenho, ou em 1.8 GHz para economizar energia.

Sensível para os gamers é a GPU que vem embarcada no processador. A Adreno 630 é capaz de reproduzir imagens com HDR, tem recursos para realidade virtual e, nas contas da Qualcomm, tem desempenho 25% superior ao que é possível na geração anterior dos processadores gráficos Adreno, que acompanham as CPUs Snapdragon.

A Xiaomi equipou o aparelho com 6 GB ou 8 GB de memória RAM, algo que o coloca em pé de igualdade com os principais lançamentos do mercado na atualidade. Na capacidade de armazenamento, as opções são 64 GB e 128 GB.

Acessório oficial traz joystick para o smartphone por mais US$ 29 (R$ 98) (Foto: Divulgação/Xiaomi)Acessório oficial traz joystick para o smartphone por mais US$ 29 (R$ 98) (Foto: Divulgação/Xiaomi)

Acessório oficial traz joystick para o smartphone por mais US$ 29 (R$ 98) (Foto: Divulgação/Xiaomi)

Com relação às câmeras, o novo Xiaomi tem sensor frontal de 20 megapixels, para selfies cheias de detalhes, e solução de câmera dupla no painel traseiro, combinando lentes de 12 e 20 megapixels. Por fim, a bateria é de 4.000 mAh, algo que acena com uma boa autonomia para quem pretende fazer sessões prolongadas de jogo com o aparelho. Há, ainda, compatibilidade com a terceira geração do Quick Charge, tecnologia da Qualcomm para acelerar a recarga.

Disponíveis em preto e cinza, ainda não há informações sobre um eventual lançamento do telefone fora do mercado chinês.

Conheça as novidades da Xiaomi no MWC 2018

Conheça as novidades da Xiaomi no MWC 2018

Via Globenewswire, Phonearena

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.