Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Por Julio Puiati, para o TechTudo


Fernando ''fer'' Alvarenga, jogador brasileiro de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO), é um dos maiores atletas de esport da história. Com passagens por times como Luminosity e SK Gaming, o atual craque da MIBR conquistou vários títulos da modalidade, entre eles, dois Majors. Confira, a seguir, cinco curiosidades sobre o carioca de 27 anos dentro e fora dos servidores.

Sonhos de infância

Fer só criou gosto por computadores aos 15 anos de idade. Antes disso, o craque brasileiro sonhava em ser jogador de futebol e piloto de motocross. Quando criança, recebeu uma chance para jogar fora do país, mas os pais dele não aceitaram a ideia de vê-lo longe de casa. Com o passar dos anos o rifler da MIBR desistiu de pisar nos gramados novamente. Fergod — como também é conhecido — não quis seguir a segunda opção por influência do irmão mais velho.

Tibiano nato

Counter-Strike não foi o primeiro vício de Fer. Assim como vários adolescentes no início dos anos 2000, o atleta passou várias horas em Tibia, MMORPG desenvolvido pela CipSoft. Ele jogava com o irmão, era dono de um personagem nível alto e até chegou a ganhar dinheiro com o game. Após se mudar para Taubaté, no entanto, Fergod iniciou a faculdade e conheceu o FPS que mudaria a sua vida.

Briga feia

Fer quase desistiu da carreira de proplayer em 2017, quando disputava um campeonato em Kiev, na Ucrânia. O rifler, que era jogador da SK Gaming na época, brigou com o companheiro Marcelo ''coldzera'' David após eliminação na primeira fase da StarLadder i-League StarSeries Season 3 e estava de malas prontas para voltar ao Brasil. Coldzera, entretanto, visitou o quarto de Fer no dia da discussão, pediu desculpas e os amigos voltaram a conversar.

Ódio ao FalleN

O craque da MIBR odiava Gabriel ''FalleN'' Toledo antes de conhecê-lo pessoalmente. Fer admite que não gostava do atual companheiro de equipe por ter montado muitas ''panelas'' nos primórdios do competitivo brasileiro. Tudo mudou quando FalleN o convidou para entrar na equipe. Fergod recusou a proposta em primeiro momento, mas, motivado pelo irmão, voltou atrás e aceitou jogar ao lado do AWPer.

Problemas de saúde

Fer quebou o nariz quando criança e chegou a respirar por apenas uma narina. O jogador, no entanto, ficou afastado da SK Gaming em agosto de 2016 para realizar a cirurgia de correção. Fergod também admitiu ter problemas de audição. O atleta brasileiro teve o seu tímpano direito perfurado e chegou a disputar campeonatos ouvindo apenas por um lado. O craque da MIBR realizará outro procedimento cirúrgico e, portanto, vai ficar de fora do BLAST Pro Series Lisboa.

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.