Veio à tona nesta quarta-feira (12) a informação de que a Lenovo está usando um recurso polêmico que mantém softwares indesejados mesmo após desinstalados no Windows. A ferramenta, que roda no processo de boot, reinstala qualquer bloatware (software que consome espaço) que já foi retirado do PC. O processo de inicialização persiste mesmo que o usuário tente reinstalar o Windows do zero.
TinderBot: 'Robô do Tinder' marca encontros enquanto você está ocupado
Lenovo Yoga Pro 3: ultrabook superfino (Foto: Divulgação/Lenovo)
A descoberta foi feita por alguns usuários e relatada na Internet em fóruns de discussão sobre tecnologia. Flagrada em mais uma ação que restringe a liberdade do usuário e que abre brechas de segurança, a Lenovo liberou um programa que corrige o problema. No momento, o recurso está disponível para alguns modelos que você pode conferir ao final desta nota.
O que é bloatware? Para entender a gravidade da situação é interessante conhecer a definição de bloatware. O termo é usado para classificar programas e aplicativos que fabricantes de computadores instalam em seus produtos ainda na fábrica. Muitos usuários acabam dispensando os apps por considerá-los inúteis e ineficientes. Além disso, ao excluir o software você pode melhorar a performance do computador, liberando espaço no disco rígido ou deixando o sistema operacional mais fluido. A ferramenta que a Lenovo criou usa uma brecha do Windows. Ela roda diretamente na BIOS e é acionada toda vez que o computador é reiniciado. Dessa forma, ...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.