Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Mesmo se você já é dono do seu próprio imóvel, sabe que cedo ou tarde vai chegar o dia de trocar de apartamento. A vida muda, a família cresce, você troca de emprego, de cidade, de gosto. A transformação faz parte da nossa existência e ainda bem que você não precisa ficar preso a um lugar que não te atende mais.

Essa mudança pode acontecer em fases diferentes da vida de cada um, mas ela com certeza vai chegar. E nessa hora você vai precisar se preparar para sair do seu apê e buscar por outro que se encaixe melhor no seu contexto, te deixando mais seguro, confortável e feliz. Veja agora como se planejar para trocar de apartamento e fique pronto para a casa nova!

Moldando a vida, as necessidades e os desejos

Quartos a mais, espaço para brinquedos, uma cozinha mais abastecida, um quintal para ter bichinho de estimação. Quando a família vai aumentar, é normal pensar nesses novos desejos para o lar. E o mesmo vale para o caminho contrário. Pode ser que as crianças já estejam crescidas, saindo de casa e o apê vai ficar muito grande para você e seu companheiro. Cada filho foi construir sua própria vida e agora o negócio é receber a turma — incluindo netos e agregados, quem sabe? — nos finais de semana.

Há ainda outros perfis, como solteiros que querem ficar mais perto do trabalho ou dos amigos, divorciados que querem morar perto dos filhos, etc., cada qual com suas necessidades e desejos para sua próxima casa.

As necessidades vêm, mas é importante saber como executar cada vontade ou sonho da melhor maneira.

Como se planejar para trocar de apartamento?

Para as pessoas mais jovens, em plena idade produtiva, a projeção de ganhar mais ou manter certo ritmo de salários e poupança é maior. Fica menos arriscado, por exemplo, assumir um financiamento ou mudar-se para um imóvel maior ou de mais qualidade do que o atual.

Para pessoas mais velhas ou aposentados, por exemplo, a projeção de renda é mais estável, tendendo a diminuir. A não ser que haja uma boa poupança feita ao longo dos anos, é mais arriscado partir para um financiamento muito longo ou mesmo para um imóvel muito mais caro. Por isso, é importante pesquisar as condições de financiamento, já que bancos e outras instituições limitam idades e até mesmo a faixa de renda do comprador.

Há financiamentos de vários tipos, menos e mais caros, além das entradas. Com o boom do mercado imobiliário em todo o país, ficou mais difícil acompanhar essa flutuação dos preços. O ideal, portanto, é planejar-se e conseguir juntar um dinheiro que ajudará na compra. O plano bem executado evitará dores de cabeça futuras.

Planejamento financeiro

Para não correr o risco de se endividar, é fundamental fazer um planejamento financeiro e ver qual é o tamanho do passo que as suas pernas podem dar. Quanto vale seu imóvel atual? Quanto vale o apê para o qual você deseja ir? A troca de região da cidade tem relação direta com os valores dos imóveis, assim como o relativo luxo de cada um, tamanhos e proximidade de comércio e meios de transporte público. Essa diferença pode valer ouro! Pesquise sobre isso, veja o que atende suas necessidades e seus desejos e calcule como é realmente possível fazer.

Quer mais dicas para aprender como se planejar para trocar de apartamento? Assine a nossa newsletter e acompanhe todas as novidades aqui do blog!


Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.