O Facebook anunciou nesta quarta-feira (3) a contratação de três mil funcionários para revisar vídeos com discursos de ódio e outros crimes na plataforma. A novidade foi revelada em um post na página de Mark Zuckerberg. Segundo o fundador da rede social, o aumento da equipe, que já trabalha com 4.500 pessoas, tem como objetivo acelerar a análise de denúncias de imagens e, se possível, ajudar pessoas que estejam em perigo.
Facebook ganha lembretes; saiba como criar os seus no bate-papo O time de operações da comunidade do Facebook será reforçado até 2018 e deve atuar principalmente para evitar situações em que usuários fazem vídeos ao vivo ou publicam conteúdos na rede social com pessoas feridas ou tentando cometer suicídio. De acordo com Zuckerberg, a plataforma também receberá novas ferramentas para simplificar a comunicação de problemas.
Facebook vai contratar três mil funcionários para reforçar equipe de operações da comunidade ao longo de 2018 (Foto: Melissa Cruz/TechTudo) Aplicativo do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no seu celular
Entre as regras do Facebook está a proibição de vídeos que contenham discursos de ódio e exploração infantil. Para diminuir os conteúdos ilegais na plataforma a equipe expandida de revisores também deverá auxiliar na revisão dos milhões de relatórios e denúncias semanais recebidos, além de alertar grupos comunitários e órgãos da polícia que possam auxiliar alguém que esteja em perigo.
Prevenção ao suicídio A contratação de três mil funcionários não é a primeira medida tomada por Mark Zuckerberg para auxiliar usuários que estejam tentando se machucar. Em março de 2017, a rede social ganhou uma ferramenta dentro do Facebook Liv...


>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.