Monster Hunter World é o novo game da série de ação e aventura da Capcom, que deve sair em 26 de janeiro para o PS4, Xbox One e PC. O título se distancia bastante dos anteriores, sem perder a identidade principal. A caçada ainda existe, o modo cooperativo é forte, mas agora ele se parece com um jogo totalmente diferente. A sensação de jogar algo neste sentido é boa e, ao mesmo tempo, assustadora. Estaria a saga perdendo identidade para tentar agradar todo mundo? Na verdade, não é bem assim. Acompanhe o que achamos do teste realizado na Brasil Game Show 2017:
Microsoft revela mais de 100 jogos que terão melhorias no Xbox One X
Voltando ao começo Lembre-se que Monster Hunter nasceu nos consoles e depois dominou os portáteis. A saga, muito famosa no Japão, só conseguiu real sucesso no ocidente depois de ser lançada no PSP, posteriormente Nintendo 3DS e em outros aparelhos da Nintendo. Em seu formato original, e maior, Monster Hunter tinha uma proporção muito mais épica, com direito a combates contra muitas feras ao mesmo tempo. E isso meio que se repete nesta nova versão.
Testamos a demo de Monster Hunter World (Foto: Reprodução/Felipe Vinha) Em Monster Hunter World a estrutura básica continua a mesma: no controle de seu caçador colete missões e saia na natureza para encontrar criaturas, derrotá-las e coletar seus restos. A tarefa parece ser fácil falando, mas a dificuldade é outro ponto levado muito a sério em “World”. Para os fãs mais conservadores, é possível ficar satisfeito com a notícia de que “o bási...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.